Mesmo com queda nas receitas seguem equilibradas as contas da Prefeitura de Santa Maria da Serra

Mesmo com queda nas receitas seguem equilibradas as contas da Prefeitura de Santa Maria da Serra

Um balanço divulgado nesta semana, fazendo um Raio X das contas da Prefeitura de Santa Maria da Serra, desde o começo do ano até o mês de junho, indicam que apesar da queda de receitas, que tem acontecido nacionalmente, as contas da prefeitura estão equilibradas.

De acordo com os dados, houve queda na arrecadação de janeiro a junho deste ano no valor de R$ 641.670,31 (seiscentos e quarenta e um mil, seiscentos e setenta reais e trinta e um centavos), quando comparando a arrecadação no mesmo período de 2019, o que equivale a uma receita de menos 5,59%.

O Comparativo das principais Receitas entre 2019 e 2020: IPTU teve uma queda de R$ 6.315,13, que corresponde 2,09%; ISS: queda de R$ 53.411,37, equivalente a 16,06%; FUNDEB: queda de R$ 129.457,27 que representa menos 8,02%; FPM teve uma queda de R$ 257.086,31 ou 7,21% e demais receitas correntes, tiveram uma queda de R$ 152.953,49, ou, seja menos 6,33%.

Nesse período, apenas o ICMS e IPVA tiveram aumento, sendo que o ICMS teve um aumento de R$ 35.426,33 ou 1,44% e o IPVA teve um aumento de R$ 1.286,49, equivalente a 0,28%.

O limite de Pessoal da cidade também está bem equilibrado e corresponde a 38,96%, dos 51% permitidos em lei.

Apesar disso, até o momento as contas estão equilibradas e os compromissos financeiros seguem sendo honrados.

Para o prefeito da cidade, Narciso Bistafa, isso se deve a um governo pé no chão, que trabalha com cautela e valorizando o dinheiro público, mantendo os serviços essenciais a comunidade, realizando investimentos com responsabilidade.

“É de grande importância para nossos munícipes saber que a Administração Municipal, tenha os pés no chão, seja responsável na aplicação dos recursos públicos e isso sempre fizemos em todas as nossas gestões. Há cidades que enfrentam hoje sérias dificuldades financeiras, pois além da crise econômica que há anos enfrentamos e uma injusta divisão de receitas, temos consideravelmente uma queda de receitas, causada também pela Pandemia”, disse.

“Apesar dessas dificuldades, estamos conseguindo enfrentar a Pandemia, manter os serviços essenciais, além de realizarmos obras, adquirimos veículos novos e realizarmos melhorias em diversos locais de nossa cidade, tudo isso só podemos fazer porque temos um planejamento e estamos com as contas em ordem. Está visível aos olhos da nossa população e visitantes o que fazemos. Procuramos valorizar ao máximo o dinheiro público e nosso município, realizado as compras no comercio local, fazendo o dinheiro circular beneficiando a todos, mas temos consciência que muito ainda precisa ser feito e nesse sentido continuaremos trabalhando”, disse ele.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta