COVID 19: Santa Maria da Serra declara “lockdown” em caráter temporário e emergencial

Para conter a disseminação do Coronavírus na cidade de Santa Maria da Serra, seguindo o que adotou as cidades da região, como São Pedro e Piracicaba, a cidade decretou “lockdown” (bloqueio).

Sempre transparente, o prefeito Josias Zani Neto (Cidadania), experiente na área da saúde, por ter sido secretário da pasta em Santa Maria da Serra e em São Pedro, explicou a gravidade da Pandemia.

“Estamos vivendo a pior crise sanitária e humanitária dos últimos 100 anos dos tempos modernos.  A crescente onda de óbitos de brasileiros e brasileiras, consequentemente as mesmas dificuldades em nosso Estado, na região administrativa de Piracicaba, em nossa microrregião e o crescente número de casos positivos em nosso Município, nos levou a adotar essas drásticas atitudes”, afirmou o prefeito.

Zani disse que não quer impedir nenhuma atividade, mas que a medida é necessária para conter o avanço do vírus.

“Não queremos impedir nenhum empresário, comerciante ou profissional autônomo de trabalhar, porém a necessidade do bloqueio é imprescindível nesse momento. Assim, instituímos as ações de “Delivery” (entrega em casa) e o “Drive-Thru” (retirada de mercadorias com uso de carro) em grande parte dos comércios existentes no Município”, disse ele.

Para dar efetividade a medida, Zani assinou nesta quarta-feira, dia 24, o Decreto Municipal n° 3212, que prevê que o “lockdown” (bloqueio) começaria ontem, sexta-feira, dia 26 de março às 20 horas, indo até as 6 horas do dia 05 de abril.

O prefeito destaca que a Vigilância em Saúde do Município irá orientar todos os comerciantes e empresários nessa quinta-feira.

As entradas e saídas da cidade estarão fechadas.

Somente o acesso pela Avenida Thomas Firmino da Silva (Portal) estará disponível.

A Polícia Militar e a Concessionária EIXO-SP, irão auxiliar a prefeitura em relação a barreira.

As festas e aglomerações urbanas e rurais estão proibidas.

Zani volta a falar da gravidade da situação da saúde devido a Pandemia.

“As condições de Saúde em nosso Município e na região de Piracicaba encontram-se em situação de pré-colapso. Nos hospitais de referência para a nossa população estão todos com os leitos de UTI lotados, hoje não temos nenhuma vaga disponível. Estamos com um paciente (com outra patologia e diagnóstico negativo de Covid) a 22 dias em nosso Pronto Atendimento aguardando uma vaga na UTI”, exemplifica ele.

“A distribuição de torpedos de oxigênio e alguns insumos de medicamentos anestésicos já começaram a faltar no mercado brasileiro.  Com todas essas considerações e com o aumento de casos positivos entre jovens em nossa cidade vem trazendo uma grande preocupação em nossos profissionais da Saúde”, completa o prefeito.

Ele pede que a população colabore para que a situação não se agrave ainda mais.

“Por isso, peço sua atenção e colaboração enquanto as vacinas, que são de responsabilidade dos Governos Federal e do Estado não chegam em quantidade suficiente para toda a nossa população, usando máscaras, evitando sair de casa, higienizando as mãos com álcool em gel e mantendo o distanciamento.  Juntos vamos vencer essa luta”, finaliza Zani.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta