Superintendente destaca investimentos no maior período de estiagem dos últimos 111 anos feitos pelo SAAE

Superintendente destaca investimentos no maior período de estiagem dos últimos 111 anos feitos pelo SAAE

Recentemente, foi emitido pelo Governo Federal um alerta de que o Brasil enfrenta a maior crise hídrica dos últimos 111 anos.

A medida corrobora as declarações do presidente Jair Bolsonaro e do ministro das Minas e Energia, Bento Albuquerque.

Em Rio das Pedras, os problemas relacionados à questão hídrica são antigos, pois as redes de abastecimento são da década de 60.

No entanto, o Superintendente da autarquia SAAE – Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Rio das Pedras, Emerson Ricardo Vieira, destaca que “não estamos medindo esforços e investimentos para amenizar essa situação neste ano de 2021, e solucionar nos próximos anos”.

Ele afirma que os reservatórios infelizmente estão baixos, trabalhando com apenas 30% de sua capacidade.

“Estamos trabalhando com 30% da capacidade de nossos reservatórios, mas investimos em 3 quilômetros de Tubulação e Bombas de captações móveis para transportar água bruta até as estações de tratamento e assim suprir esse déficit hídrico. Estamos efetuando manutenção em todos equipamentos como Motores e Bombas de Captação, para evitar problemas futuros de parada no abastecimento por quebra, ou seja, manutenção preventiva”, ressalta ele.

“Além disso, já foi reativada a captação da Represa Dona Rosina, que há anos estava inativa, gerando mais água bruta para tratamento”, reforça Vieira.

A perfuração de novos poços e reativação de outros que estavam parados, além do desassoreamento de laterais de represas estão nos projetos do SAAE.

“Pedimos e estamos aguardando resposta da CETESB para iniciarmos o desassoreamento somente das Laterais das represas para não contaminar a água existente. Estamos também perfurando poços e reativando os que estavam parados para melhor atender a população e tentarmos enfrentar essa crise hídrica”, ressalta.

Emerson Vieira ressalta ainda que há uma perca subterrânea de água e que isso será enfrentado com a troca de redes, que será feita pela autarquia.

“Há também uma perca subterrânea de água tratada de 50% e para enfrentar isso estaremos trocando cerca de 4 quilômetros de redes antigas por redes novas para inibir a perca de água”, reforçou ele.

Uma nova Estação de Tratamento de Água está sendo feita para substituir a existente na Estação 03, que já tem mais de trinta anos.

“Já foi adquirida e está em Fabricação uma nova Estação de Tratamento de Água para substituir a existente na Estação 03, que tem mais de 30 anos. A nova estação trará economia e mais qualidade a água tratada do nosso município”, completa.

Segundo Vieira, novas diretrizes estão sendo exigidas pela Autarquia aos novos loteadores, visando a autossuficiência em água dos empreendimentos, para não afetar o município.

O superintendente destaca que a nova gestão esta à frente da autarquia há apenas sete meses e que o esforço da gestão, ao lado do prefeito Marcos Buzetto (PSB) tem sido grande para enfrentar o problema.

“Tudo isso em apenas sete meses de trabalho. São sete meses intensos, sempre apoiados e acompanhados pelo nosso prefeito Marcos Buzetto. Estamos em um esforço continuo e buscando verbas, como R$ 3,7 milhões para troca de redes para evitar perdas, mais R$ 300 mil para instalações de reservatórios em bairros de nossa cidade, como Luis Massud Coury e outros. Além de outras verbas que estão para vir e temos buscado para melhorar o abastecimento em nossa cidade. O trabalho segue intensamente. Deus abençoe Rio das Pedras, nossa cidade Doçura”, concluiu Vieira.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta