Governo do Estado deixa de entregar dez tipos de medicamentos a Farmácia Municipal de Rio das Pedras

Governo do Estado deixa de entregar dez tipos de medicamentos a Farmácia Municipal de Rio das Pedras

A Secretaria da Saúde tem investido para não faltar medicamentos à população de Rio das Pedras. A porta de saída para tais itens é a Farmácia Municipal. De acordo com levantamento de estoque, estão disponíveis mais de 200 tipos de medicamentos, se forem consideradas as diferentes dosagens, são mais de 700. Desses, apenas 61 são fornecidos pelo Governo do Estado, os demais são comprados pela Prefeitura de Rio das Pedras entre antibióticos, antiretrovirais, anti-hipertensivos, dermatológicos, imunossupressor, diuréticos, medicamentos para transplantados, controle da Diabete, tratamento de transtornos mentais, tuberculose e hanseníase.

Dos medicamentos fornecidos pela Farmácia do município, dez que deveriam ser entregues pelo Governo do Estado estão em falta. São eles: glibenclamida, haloperidol, metildopa, metronidazol, propranolol, sulfato ferroso, biperideno, carbonato de elitio, nitrofurantoina e sulfametoxazol+trimetoprima. De acordo com o Estado, os medicamentos estão em falta por diversos motivos e que está providenciando o envio desses medicamentos.

Se comparado a municípios vizinhos, Rio das Pedras é uma das cidades que oferecem mais medicamentos da região. Piracicaba, por exemplo, têm disponível 123 itens. “A distribuição de fraldas não é obrigatória perante a legislação. Por isso, se o recurso é limitado, vamos priorizar o atendimento através de estudo socioeconômico daqueles que mais precisam”, explicou o Filemon Silvano, secretário da Saúde.

“Para retirar um desses medicamentos é preciso apresentar a receita médica junto com o cartão SUS. Caso o médico faça a prescrição de um medicamento que não esteja disponível na farmácia, é preciso apresentar o requerimento de medicamentos não padronizados, preenchido pelo médico. A assistencial social irá analisar se a pessoa realmente não tem condições de comprar o medicamento”, explicou.

De acordo com a Pasta, os medicamentos mais procurados são para tratamento de hipertensão e diabetes, que estão disponíveis. “Com a abertura das novas UBS, aumentou o número de consultas médicas e, consequentemente, a prescrição de medicamentos”, ressaltou Filemon.

Farmácia Popular: O SUS também beneficia aos pacientes por meio da Farmácia Popular. O objetivo é oferecer à população mais uma alternativa de acesso aos medicamentos considerados essenciais. São oferecidos medicamentos gratuitos para hipertensão (pressão alta), diabetes e asma, além de medicamentos com até 90% de desconto indicados para dislipidemia (colesterol alto), rinite, Parkinson, osteoporose e glaucoma, além de anticoncepcionais e fraldas geriátricas. Farmácias e drogarias comerciais que fazem parte do programa estão identificadas com os dizeres “Aqui tem Farmácia Popular”.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta