Está liberado o funcionamento de lojas de materiais de construção e manutenção de eletroeletrônicos em Rio das Pedras

Está liberado o funcionamento de lojas de materiais de construção e manutenção de eletroeletrônicos em Rio das Pedras

O Governo do Estado de São Paulo tem feito atualizações diárias a respeito das ações de combate ao novo coronavírus. Foi liberado o funcionamento de lojas de materiais de construção civil, considerando que estas fornecem os produtos necessários para a realização de reparos civis emergenciais, bem como manter o funcionamento da construção civil e indústria, desde que observadas as normas sanitárias.

Também o setor que recebeu aval para atuar é o de assistência técnica de produtos eletroeletrônicos, tais como celulares e televisores, importantes meios de comunicação para informação da população a respeito da situação da pandemia em tempo real, bem como sobre cuidados e medidas para se proteger.

Outra mudança é no setor de alimentação. Bares, lanchonetes, padarias e restaurantes podem, além do atendimento por meio de entregas ou drive-thru, atender de forma presencial aos clientes, desde que não haja o consumo no local. Os estabelecimentos que comercializam suplementos alimentares também estão liberados para funcionamento, desde que atendendo as restrições aplicadas ao ramo de alimentação.

Alguns municípios do estado adotaram medidas para liberar o funcionamento de estabelecimentos e serviços, estabeleceram critérios próprios. Contudo, logo em seguida, foram notificados pelo Governo do Estado para que os decretos municipais fossem anulados por infringir determinações estaduais. “Assim como nós em Rio das Pedras, muitas prefeituras estão angustiadas em ver a situação dos comerciantes que devem manter seus estabelecimentos fechados. Contudo, é fundamental que todos atendam as determinações das autoridades em saúde para se prevenir do contágio do novo coronavírus. O Governo do Estado tem flexibilizado a liberação de serviços com cuidado para que a economia seja retomada gradativamente. Mas, ressalto, que a prioridade hoje é com a saúde das pessoas, com a manutenção da vida”, afirmou o prefeito Carlos Defavari, que na sexta-feira (27) se reuniu com uma comissão de comerciantes rio-pedrenses para conversar a respeito da situação.

Mais R$ 150 milhões em crédito: O Governo de São Paulo anunciou nesta quinta-feira mais R$ 150 milhões em crédito para microempreendedores. Valor total injetado para aquecer a economia é de mais de R$ 650 milhões desde o começo da crise do coronavírus.

Serão disponibilizados R$ 100 milhões do Banco do Povo e R$ 50 milhões do Sebrae-SP, por meio do programa Empreenda Rápido. A linha emergencial estará disponível a partir de hoje. Deste valor, R$ 15 milhões serão disponibilizados a juro zero em parceria com o Sebrae-SP. Terão acesso ao crédito juro zero somente os microempreendedores que concluíram o curso de qualificação no programa Empreenda Rápido e no programa Super MEI, do Sebrae-SP, e não possuam restrições cadastrais no CNPJ e CPF. Além disso, a linha de crédito será de até R$ 15 mil, com até 24 meses para pagamento e carência de um a três meses.

Já o montante de R$ 135 milhões oferece linha de microcrédito, que está com redução da taxa de juros de 1% para 0,35% ao mês. O prazo para pagamento passou de 24 para até 36 meses, já incluindo o prazo de carência, que aumentou de 30 para até 60 dias. Pedidos de concessão de crédito sem avalista passam de R$ 1 mil para R$ 3 mil. As linhas de crédito vão de R$ 200 até R$ 20 mil.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta