Direção do Hospital traça plano de ação para enfrentar o Covid-19

Direção do Hospital traça plano de ação para enfrentar o Covid-19

A direção do Hospital São Vicente de Paulo estabeleceu um plano de ação para enfrentar o novo coronavírus (Covid-19). A proposta é deixar leitos preparados para a necessidade de deixar pacientes em isolamento no caso de suspeita de contágio.

Os pacientes identificados pela enfermagem como síndrome gripal ou respiratória deverão colocar máscara após triagem pelo Pronto Socorro, que será retirada somente após o descarte da negativa para o coronavírus. Para isolamento, foram separados cinco leitos: um na unidade de isolamento, uma na observação de clínica médica e três no centro cirúrgico. Também foram separados oito leitos de retaguarda dentro da clínica médica.

Foi realizada ainda a separação da recepção do Pronto Socorro, com a entrada principal para pacientes com problemas respiratórios e entrada pelos fundos para pacientes pediátricos e com outras morbidades. Ainda no Pronto Socorro, foi providenciada a retirada da parte de vidros a fim de melhorar a circulação de ar.

A higienização e limpeza das dependências do hospital e Pronto Socorro foram intensificadas. Foram estabelecidos novos protocolos de substituição de sondas em pacientes acamados, que deverá ser executado em domicílio e ter como referência a UBS mais próxima da residência. Os funcionários do hospital deverão atender com ainda mais atenção e educação, com orientação da enfermagem para os funcionários de cada setor em relação a higienização/ lavagem das mãos e utilização de álcool em gel.

Todos os pacientes com 12 horas de observação no Pronto Socorro terão internação compulsória. Já os pacientes psiquiátricos do PS deverão ter a internação compulsória para Clínica Médica enquanto aguardam vagas.

A rotina de visitas também foi alterada. Não está sendo permitida a visita a pacientes que estão em observação no Pronto Socorro. As visitas abertas no hospital foram restringidas ao horário entre 14h30 e 15h, com apenas um visitante por paciente. Adolescentes e pessoas com mais de 60 anos não podem fazer visitas. Também estão suspensas as visitas de capelania e voluntariado.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta