Veículos roubados, clonados e com envolvimento em tráfico são flagrados por câmeras para Leitura Automática de Placas em Piracicaba

Veículos roubados, clonados e com envolvimento em tráfico são flagrados por câmeras para Leitura Automática de Placas em Piracicaba

As câmeras para Leitura Automática de Placas (LAP) instaladas no município detectaram os primeiros veículos com ocorrências, entre elas furto e clonagem. As LAP, que têm a tecnologia OCR (Optical Character Recognition ou reconhecimento óptico de caracteres), estão em 40 faixas de rolamento em 19 cruzamentos da cidade, locais escolhidos estrategicamente pela Guarda Civil e Polícia Militar. O monitoramento é feito pela Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Semuttran), por meio da Central Integrada de Monitoramento e Mobilidade (CIMM).

Três ocorrências foram registradas no mês de abril. Foram identificados um Citroën C3, que era utilizado na prática de furto e tráfico de entorpecentes; uma pick-up VW Saveiro, produto de furto, cujo motorista foi detido, além de um HB20 clonado, furtado em Cubatão, com o condutor também preso por receptação. Os equipamentos que fizeram a identificação estão instalados no Centro, Bosques do Lenheiro e Vila Sônia, respectivamente.

Nesta semana, dia 12/05, uma equipe da Romu (Ronda Ostensiva Municipal), da GC, abordou o condutor de um Pegeout 208 Allure branco, com placas de Campinas. Durante a abordagem, foi constatado que o veículo era um dublê. O veículo foi fotografado quando passava pela câmera existente na avenida Limeira, em frente ao Shopping Piracicaba. O motorista do veículo foi conduzido ao Plantão Policial, liberado e o veículo apreendido para perícia.

A instalação dos equipamentos foi concluída pela Prefeitura em fevereiro e a PM iniciou a captação das imagens em abril, segundo a Secretaria de Segurança Pública. Com a ajuda desses equipamentos, veículos furtados ou com outras ocorrências registradas são automaticamente reconhecidos quando passam por um desses locais. A placa é fotografada e a imagem enviada em tempo real para o Copom da PM e para o sistema Detecta, que tem um banco de dados com todas as placas de veículos furtados.

De acordo com o coronel Willians de Cerqueira Leite Martins, comandante do CPI-9, as câmeras auxiliam diretamente na redução dos crimes e infrações de trânsito. “As câmeras são importantes para uma melhor rastreabilidade das placas em caso de
crimes e contravenções. O uso de tecnologia ajuda na redução dos índices criminais e infrações de trânsito. A boa gestão do sistema preserva vidas e faz parte do constante aprimoramento das cidades inteligentes”, avalia.

As LAP também disponibilizam imagens para a Polícia Civil. De acordo com Kleber Altale, diretor do Deinter-9, a ferramenta tem auxiliado nas investigações e no esclarecimento de crimes, integrando-se a um conjunto de sistemas da tecnologia da informação, como o Detecta, os leitores de placas e os softwares inteligentes da Polícia Civil, em especial o Inquérito Policial Eletrônico. “A Prefeitura de Piracicaba, mais uma vez, demonstra o absoluto comprometimento com a segurança e o bem-estar de seus munícipes. A iniciativa insere Piracicaba e região na vanguarda dentre as administrações municipais, tanto na manutenção da paz pública, quanto no enfrentamento criminal”, analisa Altale.

Os locais onde estão as câmeras também foram escolhidos de acordo com sugestões da Guarda Civil, comandada por Lucineide Maciel. “As câmeras de monitoramento, aliadas às novas tecnologias de leitores de placas (LAP) de veículos tornam mais eficientes as ações de segurança no município. A integração desta tecnologia da Guarda Civil, por meio da Central de Monitoramento (Cemel), juntamente com a Semuttran e banco de dados do sistema Detecta do governo estadual, propiciam uma cidade mais segura”, garante a comandante.

Investimento: A Prefeitura de Piracicaba investiu R$ 768.873,60 na instalação das câmeras de monitoramento LAP e mais R$ 480 mil na revitalização da Central Integrada de Monitoramento e Mobilidade, instalada no 2º andar do prédio do Centro Cívico. Segundo Jorge Akira, titular da Semuttran, o investimento em tecnologias é constante e necessário. “Estas câmeras vão proporcionar a diminuição da circulação de veículos furtados e clonados, que de modo geral provocam acidentes com maior gravidade. Com estes equipamentos instalados em locais estratégicos, certamente haverá a diminuição de furtos, crimes e outros ilícitos, trazendo maior segurança para a população Piracicaba”, explica Akira.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta