Vacina contra Covid-19: 2 em cada 3 piracicabanos adultos já tomaram a 1ª dose ou dose única

Vacina contra Covid-19: 2 em cada 3 piracicabanos adultos já tomaram a 1ª dose ou dose única

Piracicaba é o 14º município do Estado que mais aplicou doses da vacina contra Covid-19

A Prefeitura de Piracicaba tem atuado para vacinar contra Covid-19 a maior quantidade possível de pessoas por dia. Com isso, 2 em cada 3 piracicabanos com 18 anos ou mais já tomaram a 1ª dose ou a dose única. De acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Piracicaba tem 290.605 pessoas acima dessa faixa etária, sendo 2/3 dessa população 193.736 pessoas. Até hoje, 14/07, a Secretaria de Saúde já aplicou 187.252 primeiras doses e 9.592 doses únicas, somando 196.844 pessoas vacinadas.

Ao todo, Piracicaba já aplicou 253.819 doses, sendo o 14º município, entre os 645 municípios do Estado, que mais aplicou doses da vacina contra Covid-19. Dessas, 56.858 são referentes à 2ª dose. Esses números incluem diversos grupos da população e representam esperança de controle da pandemia no município.

Piracicaba já vacina pessoas com 37 anos ou mais; pessoas com comorbidades; pessoas com deficiência permanente; gestantes e puérperas; profissionais da educação; profissionais do transporte coletivo (motoristas); pessoas com síndrome de Down; e pessoas transplantadas de órgão sólido e medula óssea imunossuprimidas.

“O avanço da vacinação contra a Covid-19 no município é de extrema importância para que possamos, em breve, controlar a pandemia. Isso não significa apenas melhorar nossos índices, mas principalmente salvar vidas e diminuir o sofrimento pelo qual tantas pessoas estão passando quando são infectadas pelo novo coronavírus”, enfatiza o secretário de saúde, Filemon Silvano.

ALEGRIA –Com 38 anos, Paulo Alberto Duarte Zaidan tomou a 1ª dose da vacina no último sábado, 10/07, na USF Jaraguá 2. Mesmo antes de chegar sua vez de tomar a vacina, o motorista de aplicativo já compartilhava a alegria do início do processo de imunização com os passageiros que saíam do Ginásio Municipal Waldemar Blatkauskas.

“Está sendo uma benção ver a agilidade com que a aplicação está sendo feita. Tudo muito bem organizado e cada vez mais rápido poderemos ver todos vacinados e imunizados. É uma alegria quando busco alguém no ginásio e já vejo a pessoa feliz porque acabou de ser vacinada”, relata.

Paulo lembra o quanto a pandemia e a quarentena impactaram seu trabalho, diminuindo as corridas, e vislumbra, na vacina de toda população, dias melhores. “Esperamos que todos possam se vacinar o quanto antes para que o contágio possa diminuir e quem sabe aos poucos voltarmos à vida normal, sem esquecer de tomar a 2ª dose”, enfatiza.

2ª DOSE – A não ser aqueles que tomaram a vacina da Janssen, que é dose única, as pessoas que tomaram as vacinas CoronaVac/Butantan, AstraZeneca/Oxford/Fiocruz e Pfizer precisam tomar também a 2ª dose para completar o esquema de vacinação. Isso porque os testes dessas vacinas comprovaram maiores índices de eficácia após a aplicação das duas doses.

O intervalo entre a 1ª e 2ª dose da CoronaVac/Butantan é de 21 a 28 dias. Da AstraZeneca/Oxford/Fiocruz e da Pfizer, 12 semanas. “Vale reforçar que não devemos esquecer de tomar a 2ª dose dentro do prazo de cada vacina, pois só assim teremos mais pessoas com o processo de imunização finalizado, o que contribui para reduzir a circulação do vírus”, lembra Filemon.

A estudante de farmácia Letícia Ribeiro, 23 anos, tomou a 2ª dose da vacina em maio, em razão do estágio que realizou na área hospitalar. Mesmo se sentindo mais segura, lembra que continua a tomar todos os cuidados. “Ter tomado as duas doses é se sentir mais protegida. Mas ainda após a imunização devemos ter consciência e praticar todas as orientações que foram estabelecidas até que toda população esteja imunizada e, claro, fazer dessas medidas um hábito que poderá evitar diversas doenças, não só a Covid, no futuro”, comenta.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta