Semae: novo reservatório de água na Marechal aumentará capacidade em 2 milhões de litros

Semae: novo reservatório de água na Marechal aumentará capacidade em 2 milhões de litros

Capacidade total da estrutura será de 5 milhões de litros

O Semae iniciou o levantamento de dados topográficos para a obra do novo reservatório da Marechal Deodoro, localizado no bairro dos Alemães. A nova estrutura – de 5 milhões de litros – vai aumentar a capacidade de reservação de água em 2 milhões de litros.

 “Atualmente, contamos com três reservatórios instalados, que juntos têm capacidade de 8,4 milhões de litros. O projeto prevê a desativação de dois reservatórios, que totalizam três milhões de litros e a construção do novo reservatório de 5 milhões. Com isso, teremos um aumento de 2 milhões de litros do conjunto de reservatórios Marechal, totalizando 10,4 milhões de litros. Vale lembrar, que os dois reservatórios serão desativados e não demolidos, pois tratam-se de patrimônio da cidade”, explicou João Vitor Santos Roesner, engenheiro do Semae.

Após a finalização das obras, os seguintes bairros terão o abastecimento beneficiado: Parque da Rua do Porto, Cidade Jardim, Cidade Alta, Centro, Jardim Boa Vista, Chácara Nazaré, Vila Independência, São Judas, São Dimas, Jardim Europa, Agronomia e Bairro dos Alemães. Além disso, aumentará a eficiência dos reservatórios XV de Novembro e Unileste.

Inicialmente, foram realizados serviços de sondagem e topografia para finalização do projeto – realizado pelo engenheiro e projetista Paulo Lucio Ribeiro Jr.- , bem como, a elaboração dos orçamentos da obra. O projeto compreende também a instalação de uma nova casa de bombas, buscando a melhora na eficiência energética e distribuição.

De acordo com o presidente do Semae, Maurício André Marques de Oliveira, o objetivo é diminuir o problema da falta d’agua no município de Piracicaba. “Estamos trabalhando arduamente para mudar esse cenário, pois compreendemos a necessidade da população. Porém, o aumento na reservação não é motivo para desperdício. Logo entraremos na estiagem e é preciso consumir conscientemente”, alertou Oliveira.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta