Santa Casa de Piracicaba reforça cuidados com retorno à fase amarela

Santa Casa de Piracicaba reforça cuidados com retorno à fase amarela

Procedimentos seguem rigorosas regras de segurança para pacientes e profissionais da saúde

A região de Piracicaba foi reclassificada para a fase 3 (amarela) do Plano São Paulo de retomada da economia nesta segunda-feira, dia 30, a Santa Casa de Piracicaba vai reforçar os cuidados com relação à covid-19.

O anúncio da reclassificação foi feito pelo governo estadual e a mudança acontece quase dois meses depois de a região ter avançado para a fase verde. Neste período, serviços foram autorizados a funcionar com 60% da capacidade e o movimento nas ruas aumentou, com a reabertura de escolas e restaurantes, que puderam funcionar por mais tempo.

“Com a reclassificação, Piracicaba e todo o Estado de São Paulo voltaram para a fase amarela”, disse o infectologista Hamilton Bonilha de Moraes.

Segundo ele, diferente do período inicial da pandemia, entretanto, desta vez há mais tranquilidade no enfrentamento da doença em função das normas, protocolo e fluxos já estabelecidos pela Instituição para pessoas que chegam ao Hospital com suspeita ou sintomas associados à Covid-19.

“Vamos manter o uso obrigatório de máscaras por todos os que tiverem acesso ao ambiente hospitalar; reforçar a utilização de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), restringir as visitas e manter o rigor dos fluxos e protocolos diferenciados estabelecidos com base nas diretrizes do MS (Ministério da Saúde) e da OMS (Organização Mundial de Saúde)”, disse Bonilha.

De acordo com o médico Amando Cunha, coordenador do Serviço de Pronto-Atendimento da Instituição, o atendimento conveniado continua sendo feito apenas para clientes do Santa Casa Saúde com base na queixa do paciente, que é direcionado para o Ambulatório Médico que o Plano instituiu nas dependências do Hospital para triagem e exames específicos da Covid-19

“Se não houver necessidade de internação, o paciente com suspeita ou o portador da versão leve da doença, é monitorado por equipe multiprofissional do Plano durante todo o período de isolamento domiciliar”, explicou.

O atendimento pelo SUS (Sistema Único de Saúde) continua por meio  da  Central Municipal de  Regulação  de Vagas  ou por encaminhamento feito por uma das UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) da Prefeitura.

“São casos em que o paciente é encaminhado diretamente para a Unidade Covid-19 para análise dos dados do paciente e coleta de exame específico para detecção da doença”, disse Cunha.

Em casos de internação hospitalar, seja pelo SUS ou convênio Santa Casa Saúde, o paciente é conduzido a um quarto de isolamento em ala específica para o novo coronavírus. “Mantemos Unidades muito bem equipadas do ponto de vista técnico e humano para esta finalidade”, disse.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta