Região de Piracicaba está na fase 2 e tem possibilidade de abertura de comércios com restrições

Região de Piracicaba está na fase 2 e tem possibilidade de abertura de comércios com restrições

O Governo do Estado de São Paulo anunciou nesta quarta-feira, dia 27, que as cidades vinculadas a DRS (Diretoria Regional de Saúde) de Piracicaba estão na Fase 2 que “cor laranja”, que prevê controle, com possibilidade de aberturas com restrições dos comércios.

Poderão ser retomadas além de comércios em geral, atividades imobiliárias, concessionárias, escritórios, comércios, shopping centers, além das indústrias não essenciais e construção civil, que já se encontram autorizados.  As atividades devem funcionar com restrições.

Além destes setores, os demais poderão trabalhar por entregas (Dellivery) e Drive Trhu.

Além da Fase 2, há ainda a Fase 1, vermelha: alerta máximo, funcionamento permitido somente aos serviços essenciais; Fase 3, amarela: abertura de um número maior de setores; Fase 4, verde: abertura de um número maior de setores em relação à fase 3 e Fase 5, azul: “normal controlado” – todos os setores em funcionamento, mas mantendo medidas de distanciamento e higiene.

A cor de cada região do mapa é determinada por uma série de critérios, entre eles taxa de ocupação de UTIs e total de leitos a cada 100 mil habitantes.

Esses indicadores são avaliados junto com dados de mortes, casos e internações por Covid-19 para determinar a fase em que se encontra cada região.

A cada 7 dias a situação será reavaliada de acordo com o governo do Estado, sendo que depois, a cada 15 dias a região poderá se mover para fases menos restritivas ou até mesmo regredir.

Ao todo 26 cidades compõem a DRS de Piracicaba: Águas de São Pedro, Analândia, Araras, Capivari, Charqueada, Conchal, Cordeirópolis, Corumbataí, Elias Fausto, Engenheiro Coelho, Ipeúna, Iracemápolis, Itirapina, Leme, Limeira, Mombuca, Piracicaba, Pirassununga, Rafard, Rio Claro, Rio das Pedras, Saltinho, Santa Cruz da Conceição, Santa Gertrudes, Santa Maria da Serra e São Pedro.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta