Piracicaba adere ao TODAS-in Rede, programa estadual voltado para a mulher com deficiência

Piracicaba adere ao TODAS-in Rede, programa estadual voltado para a mulher com deficiência

Lançamento virtual acontece amanhã, 24/03, às 10h, com participação do prefeito Luciano Almeida e da secretária da Smads, Euclidia Fioravante

A Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (Smads), vai aderir ao programa TODAS in-Rede, da Secretaria Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência. O objetivo do programa é promover o empoderamento e emancipação das mulheres com deficiência, além de criar uma rede virtual para acolhimento desse público.

Os pilares incluem trabalho e renda, prevenção à violência, direitos afetivos e sexuais e empoderamento e liderança. As ações acontecem principalmente por meio de cursos e encontros online, rede de apoio e de atendimento acessível.
O lançamento regional do programa TODAS in-Rede em Piracicaba acontece amanhã, 24/03, às 10h, pela página do Facebook da secretaria: facebook.com/pessoacomdeficienciasp, com as
participações do prefeito Luciano Almeida e da secretária da Smads, Euclidia Fioravante.

TRABALHO EM ANDAMENTO – Na semana passada, a secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Euclidia Fioravante, se reuniu com membros do Grupo de Trabalho (GT) da Rede de Atendimento e Proteção à Mulher, e com outros secretários, para discutir as questões relacionadas à violência contra a mulher. Em 2020, o CRAM (Centro de Referência de Atendimento à Mulher), atendeu 279 mulheres. Este ano, até o momento, já foram 158 mulheres atendidas.
No último dia 16/03, a secretária se reuniu com a equipe técnica no CRAM e coordenação do CRAMI para levantar os principais pontos que precisam de encaminhamentos por parte da Smads.
Na sexta-feira, 19, a secretária Euclidia se reuniu de forma remota com o presidente da Emdhap, Sérgio Maluf Chaim, seu diretor administrativo Jorge Henrique da Silva, o presidente do Ipplap, Daniel Rosenthal, a diretora do Departamento de Proteção Social Especial, Veridiana Ricci, e sua técnica de referência, Nádia Cristofoletti, juntos à equipe do CRAM, para compartilhar as demandas e pensar as políticas públicas de habitação para as mulheres em situação de violência.

A dependência financeira da vítima, característica em muitos casos, evidencia a importância do fortalecimento do diálogo intersetorial para esta temática. Novos programas de capacitação técnica e socioemocional estão sendo elaborados pela Smads em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo (Semdettur).

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta