Em encontro com o prefeito, Bebel pede adiamento das aula e vacinação para comunidade escolar

Em encontro com o prefeito, Bebel pede adiamento das aula e vacinação para comunidade escolar

Em encontro com o novo prefeito de Piracicaba, Luciano Almeida (DEM), a presidenta da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo), a deputada estadual Professora Bebel (PT) solicitou que seja adiado o início das aulas presenciais na rede municipal de ensino da cidade, assim como que sejam incluídos os profissionais da educação, professores e funcionários, na primeira fase do plano municipal de vacinação contra a covid-19 no município. No encontro, realizado no início da tarde desta segunda-feira, 11 de janeiro, no prédio do Centro Cívico, a deputada fez questão de cumprimentar o prefeito pela posse e desejou amplo sucesso no mandato, assim como se comprometeu a continuar ajudando Piracicaba com emendas parlamentares de sua autoria e de deputados federais aliados. O vereador de Águas de São Pedro, Nelinho Noronha (PT), e Tiago Fainer, do Conselho Municipal da Juventude de Piracicaba, que defende a sua reativação, também participaram do encontro, assim como o secretário de Governo, Carlos Beltrame.

Defendendo a preservação da vida, em função de que o país vive uma segunda onda da pandemia do coronavírus, Bebel defendeu que as aulas no município só sejam retomadas quando os profissionais da educação estiverem imunizados, para não colocar em risco a comunidade escolar, lembrando que a cidade de Manaus em que as aulas foram retomadas em plena pandemia ocorreu o crescimento no caso da doença e ouve necessidade de

suspensão das atividades. “É importante colocar os profissionais da educação na categoria essencial, para que sejam imunizados juntamente com os que atuam na área da saúde já na primeira fase da vacinação. Piracicaba seria pioneira nesta iniciativa de preservação da vida”, defendeu.

O prefeito se comprometeu a avaliar esta solicitação e que tudo dependerá do número de vacinas que a cidade receberá e de avaliação do comitê municipal da covid-19, criado em sua gestão, e de um plano que está sendo desenvolvido pelo secretário municipal de Educação, João Marcos Tomaziello, inclusive o seu nome foi elogiado pela deputada pela sua qualificação para o cargo. De acordo com o prefeito, sobre o retorno às aulas, chegou a ser cogitado três possibilidades, sendo uma de retorno das aulas presenciais no próximo dia 25, o que está descartado. Uma segunda possibilidade é no dia 12 de fevereiro, de forma híbrida, desde que a situação sanitária permita, e o terceiro plano é manter as aulas à distância, com a utilização da Rádio Educativa, que com certeza será estruturada para complementação escolar, como de reforço de aulas.

Ocupação – No encontro, a deputada Professora Bebel também solicitou do prefeito Luciano Almeida atenção especial para as famílias que residem em áreas ocupadas no município, inclusive com a possibilidade de implantar na cidade um programa, utilizando vazios urbanos, que possibilite que as famílias possam plantar, colher, se alimentar e ajudar quem está próximo, enfim, garantindo o próprio sustento. Luciano Almeida, que se disse assustado com o aumento de ocupações, que passou de 12 para 48 nos últimos quatro anos, gostou da ideia e afirmou que na sua gestão a proposta é de envolver todas as secretarias, de forma integrada, para tentar resolver o problema de moradia destas famílias

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta