Diretores do Jornal “O Regional”, atendem apelo do Governo Federal e aderem a campanha nacional de combate ao Coronavírus

Diretores do Jornal “O Regional”, atendem apelo do Governo Federal e aderem a campanha nacional de combate ao Coronavírus

Nesta segunda-feira, dia 16, o governo federal anunciou  a criação de um “comitê de crise” para supervisionar e monitorar os impactos do novo coronavírus no Brasil e também nesta semana fez um apelo aos jornais do País, para que ajudem na divulgação de uma campanha de como se prevenir para evitar o contagio e transmissão desse novo coronavírus. Apelo esse atendido prontamente pela direção do periódico.

Segundo o Palácio do Planalto, o colegiado reunirá ministros do governo federal para dar assessoria ao presidente e atuar na “articulação da ação governamental em matéria de Covid-19” – a doença causada pelo vírus.

O Ministério da Saúde recomenda a redução do contato social o que, consequentemente, reduzirá as chances de transmissão do vírus, que é alta se comparado a outros coronavírus do passado.

As medidas gerais válidas, desde sexta-feira da semana passada, dia 13, a todos os estados brasileiros, incluem o reforço da prevenção individual com a etiqueta respiratória (como cobrir a boca com o antebraço ou lenço descartável ao tossir e espirrar), o isolamento domiciliar ou hospitalar de pessoas com sintomas da doença por até 14 dias, além da recomendação para que pacientes com casos leves procurem os postos de saúde.

As unidades de saúde, públicas e privadas, devem realizar uma triagem rápida para reduzir o tempo de espera no atendimento e consequentemente a possibilidade de transmissão dentro das unidades de saúde.

Os vírus respiratórios se espalham pelo contato, por isso a importância da prática da higiene frequente, a desinfecção de objetos e superfícies tocados com frequência, como celulares, brinquedos, maçanetas, corrimão, são indispensáveis para a proteção contra o vírus.

Até mesmo a forma de cumprimentar o outro deve mudar, evitando abraços, apertos de mãos e beijos no rosto. Essas são as maneiras mais importantes pelas quais as pessoas podem proteger a si e sua família de doenças respiratórias, incluindo o coronavírus.

Para os serviços públicos e privados, é indicado que disponibilizem locais para que os trabalhadores lavem as mãos com frequência, álcool em gel 70% e toalhas de papel descartáveis. Há ainda a orientação sobre o uso de máscaras e outros Equipamentos de Proteção Individual (EPI).

O Ministério da Saúde recomenda que a utilização de equipamento de proteção seja feita apenas por pessoas doentes, casos confirmados da doença, contatos domiciliares e profissionais de saúde.

Além disso, é recomendado que idosos e doentes crônicos evitem contato social como idas ao cinema, shoppings, viagens e locais com aglomeração de pessoas.

“Num momento difícil como esse que estamos vivenciando não apenas em nosso País, no mundo todo, não poderíamos furtar a responsabilidade e compromisso que temos com toda a sociedade, que é de levar informações e nesse caso em especifico atuar para que todos os leitores recebem informações serias, evitando inclusive os “fake News”, que tentam distorcer e confundir a população. Estaremos em nossas próximas edições até o final de maio, a princípio divulgado a “Campanha do Governo Federal”, gratuitamente e assim colaborar com a sociedade, pois nesse momento entendemos que somente com união e reponsabilidade teremos forças pra o enfrentamento a esse vírus que ameaça a humanidade”, afirmaram os diretores que acrescentam: “É importante que todas as pessoas sigam as orientações e façam cada um a sua parte e temos a certeza que sairemos melhores dessa crise”, completaram.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta