Deputada Bebel cobra descontos nas tarifas de pedágios na região de Piracicaba

Deputada Bebel cobra descontos nas tarifas de pedágios na região de Piracicaba

Parlamentar foi contra os pedágios e diz que cobrança impactar na vida dos usuários

A deputada Professora Bebel (PT) estará reforçando junto à Artesp – Agência de Transportes do Estado de São Paulo, o pedido para que seja assegurando descontos nas tarifas de pedágios nas futuras praças que deverão entrar em funcionamento em breve, tanto na rodovia SP-304 (Piracicaba-São Pedro) como na SP-308 (Piracicaba-Charqueada) para os usuários fixos. Contrária à instalação de pedágios nas rodovias da região, posição inclusive manifestada no início do ano de 2018, quando o governo estadual iniciou estudos nesse sentido, a deputada Bebel diz que a população da região está super apreensiva com a notícia de que as praças de pedágios deverão entrar em funcionamento nos próximos dias e não há nenhuma informação oficial nem da Artesp e nem da  Eixo, empresa que venceu a concorrência de concessão das rodovias, sobre descontos decrescentes nas tarifas, conforme foi garantido pela então diretora da Artesp, Renata Dantas, com quem a parlamentar se reuniu, juntamente com um grupo de vereadores e lideranças da região em 17 de janeiro do ano passado.

Na época, a então diretora da Artesp assegurou que seria garantido desconto progressivo para o motorista que passar diariamente pelas praças de pedágios, utilizando o Desconto de Usuário Frequente (DUF) e o TAG. Foi dito na reunião que com o desconto progressivo, para quem utilizar os 30 dias do mês, por exemplo, na SP-308 (Piracicaba-Charqueada), o custo total será de R$ 71,85 por uma passagem, enquanto que quem não tiver o desconto desembolsará R$ 150,75. Já na rodovia SP-304, entre Piracicaba e Águas de São Pedro, o usuário pagará R$ 101,36, e sem desconto o montante a ser pago será de R$ 169,14, também por uma passagem diária, enquanto que na SP-304, no trecho entre Águas de São Pedro a Santa Maria da Serra, com o desconto, o usuário pagará R$ 71,84 e sem desconto R$ 175,27.

O leilão vencido pelo consórcio liderado pelo consórcio Pátria Investimentos, realizado no último dia 8 janeiro do ano passado, concedeu 1.273 quilômetros de rodovias, a partir da região de Piracicaba, e estabeleceu a colocação de praças de pedágios na SP-304, entre Piracicaba e Águas de São Pedro, no km 183,3, e entre São Pedro e Santa Maria da Serra, no km 210,8, e na SP-308, entre Piracicaba e Charqueada, no KM 182,  estando em fase final a instalação das praças de pedágios. Na reunião ainda, a Artesp confirmou que sem desconto, a tarifa de pedágio custará na SP-308 R$ 5,02, enquanto que na SP-304, entre Piracicaba e Águas de São Pedro R$ 5,64 e entre Águas e Santa Maria 5,84, enquanto que para motocicletas será cobrado R$ 2,82 na SP-304 e R$ 2,50 na SP-308.

Com a aproximação da data do início da cobrança das tarifas, uma vez que as praças estão visivelmente sendo concluídas, a deputada Professora Bebel lembra que no período eleitoral de 2018, tanto o então Governador Márcio França quanto o deputado estadual Roberto Morais (Cidadania) haviam negado a privatização das rodovias e a colocação de pedágios. “No entanto, alertei que as rodovias já estavam em processo de concessão e agora esses pedágios irão encarecer ainda mais o deslocamento dos trabalhadores, como é o caso dos professores e de muitos trabalhadores que residem em uma cidade e, muitas vezes, trabalham em outra, e dos produtos que são transportados por estas rodovias. Os trabalhadores, de maneira geral, já ganham pouco e ter mais esta despesa reduz ainda mais o seu poder de compra, sem contar que os produtos que são transportados por estas rodovias acabarão ficando mais caro, uma vez que a tarifa do pedágio é embutida no custo final das mercadorias”, ressalta.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta