Demora na construção da sede da USF do Santa Rita/Avencas é questionada por Coronel Adriana

Demora na construção da sede da USF do Santa Rita/Avencas é questionada por Coronel Adriana

A vereadora de Piracicaba, Adriana Sgrigneiro Nunes, a Coronel Adriana (PSL), quer saber em que etapa se encontra a licitação para a contratação da empresa que construirá o novo prédio que abrigará a USF (unidade de Saúde da Família) que atende a região dos bairros Santa Rita/Avencas e Perdizes.

A vereadora pergunta se o processo foi iniciado e qual o prazo para sua conclusão.

No requerimento 379/2020, aprovado nesta segunda-feira, durante a 25ª reunião extraordinária da Câmara de Vereadores, a parlamentar Coronel Adriana destaca que a unidade atende atualmente 3.516 pessoas cadastradas no sistema da Secretaria Municipal de Saúde e conta com equipe composta por médico generalista, enfermeira, duas auxiliares de enfermagem e seis agentes comunitários de saúde.

A USF funcionou, até hoje, em uma casa alugada e adaptada. Em 14 de novembro do ano passado, o prefeito Barjas Negri (PSDB) assinou termo para a construção da sede própria, com investimento de R$ 699 mil, sendo R$ 500 mil provenientes de emenda parlamentar do deputado federal José Aníbal (PSDB-SP) e R$ 199 mil de contrapartida da Prefeitura.

A nova unidade, que terá 310 metros quadrados construídos em um terreno de 1.200 metros quadrados localizado entre as ruas Manoel de Toledo e Silva e Areiopólis, contará com salas de procedimentos, consultórios clínicos, banheiros masculino e feminino para pessoas com deficiência, consultório odontológico e sala de atividades coletivas.

“O anúncio feito em redes sociais e na imprensa gerou expectativas na população. Sete meses depois, não temos notícias da execução nem da entrega da obra. E o atendimento continua sendo feito na casa alugada da rua Joaquim José da Silva, 67, no Perdizes”, relata Coronel Adriana, acrescentando que vários sites na internet estão situando a unidade já na rua Manoel de Toledo e Silva. “Informação errônea”, destaca a vereadora.

A vereadora Coronel Adriana questiona se a emenda de R$ 500 mil foi recebida e pede que lhe seja enviada cópia do contrato para construção da unidade, “firmado e assinado pelo Executivo em 14 de novembro de 2019”, e que a Prefeitura emita “nota de imprensa informando que o atendimento continua na sede alugada”, a fim de “evitar a desinformação”.

 

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta