Cia Teatral Ronaumrose faz curta temporada no ECA Guarantã

Grupo encena a obra clássica “O Juiz de Paz na Roça” nos dias 1º, 2, 7, 8 e 9 de junho. Ingressos a preços populares

Esta é a segunda vez que a companhia encena o espetáculo. “Esse texto incrivelmente atemporal é de 1.833. Ele é considerado a primeira comédia de costumes do teatro brasileiro”, disse a diretora da Cia, Rosangela Pereira.

A obra de Martins Pena é  influenciada pelo teatro espanhol com estilo francês e o fez ser conhecido como o Moliere brasileiro através de gêneros populares, com piadas de duplo sentido. O autor traz por meio do riso, a descrição e a crítica aos costumes do Rio de Janeiro de meados do século 19, de forma simples ágil, em ato único.

Foto: Divulgação

“A montagem de “O Juiz de Paz na Roça” pela Companhia Teatral Ronaumrose é um momento ímpar. Um texto consagrado, de grande importância para o teatro nacional, encenando por jovens atores que foram beber de uma das melhores fontes da dramaturgia brasileira: Martins Pena. Vale conferir”, convidou o coordenador cultural do Instituto Formar, Mauricio Ribeiro.

A trama

Do autor Martins Pena e adaptação de Reinaldo Santiago, a peça “O Juiz de Paz na Roça” tem apenas um ato, onde todos vivem na roça.

O enredo da peça desenrola-se essencialmente na zona rural e retrata de forma cômica e bem humorada a simplicidade e a inocência das pessoas que viviam na roça em meio ao século 19, e faz referência a uma problemática ainda atual: a corrupção política. A peça é um marco da literatura brasileira, e matéria obrigatória de vestibulares de todo país.

Com direção geral de Rosangela Pereira, o elenco chega com Andressa Rigo, Bárbara Caletti, Bianca Horvat, Gabriel Passos, Hellen Caroline, João Vitor, José da Silva, Kely Lima, Lisandra Morgado, Luccas Jacquie, Nathália Lopes e Sabrina Plácido.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta