Bebel faz campanha on-line pela votação do novo Fundeb

Bebel faz campanha on-line pela votação do novo Fundeb

A presidenta da Apeoesp – Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo, a deputada estadual Professora Bebel vem realizando campanha on-line para que a população cobre do presidente do Senador Federal, Davi Alcolumbre, e da Câmara Federal, Rodrigo Maia, e dos demais deputados e senadores, a aprovação do novo Fundeb, uma vez que sem ele a educação pública perderá 60% das verbas a partir do próximo ano. Para que a população possa participar da campanha, assinando o abaixo-assinado de apoio à aprovação do novo Fundeb, basta acessar o link#VOTAFUNDEB: http://www.apeoespcadastro.org.br/APW30/w_enquetes/enquete.php?id=978&fbclid=IwAR1BVFHwcicmhglZK5Rf03iC_Nd5khkPz6h_-Agj_EIxXJ10jNWAMjtoQQA e

Depois de o projeto de Emenda Constitucional 15/15 ser retirado da pauta de votação desta última quarta-feira, 15 de julho, agora está prevista para segunda-feira, 20 de julho, a votação a propositura, que torna permanente o Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação Na Câmara dos Deputados. Bebel destaca que oi atual Fundeb acaba em 31 de dezembro deste ano e que e se não houver um novo fundo, a educação pública brasileira poderá entrar em colapso.

Nesse contexto, a presidenta da Apoesp diz que o piso salarial profissional nacional dos professores corre o risco de acabar.

“O projeto também amplia a complementação da União para Estados, Distrito Federal e Municípios de 10% para 40% e de 60% para 70% a parcela destinada à valorização dos profissionais da educação”, ressalta.

No entanto, de acordo com a parlamentar, o setor privatista que atua na educação brasileira está jogando contra a aprovação dessa proposta de Fundeb, pois quer impor os “vouchers” para que sejam repassados recursos públicos para escolas privadas que atendam à demanda por educação básica que as redes públicas não mais conseguirão atender. “É fundamental mantermos e ampliarmos a mobilização. Por isso, peço que todo que puderem que curta, comente e, sobretudo, compartilhe os materiais da campanha #votafundeb, pressione os deputados e consiga mais adesões para essa luta pelo futuro do Brasil”, conclama.

A Professora Bebel ressalta ainda que o Fundeb é a principal fonte de financiamento da educação básica no país.”São os recursos do Fundeb que garantem o financiamento para a manutenção da educação infantil (creche e pré-escola), do ensino fundamental, do ensino médio, da educação de jovens e adultos (EJA) e também do próprio pagamento dos servidores da área da educação. O Fundeb é imprescindível para a continuidade da educação pública e gratuita no Brasil”, ressalta.

Sem os recursos do Fundeb, os municípios brasileiros sofrerão escassez profunda de recursos. Como exemplo, ela cita Piracicaba, que perderá 37% da arrecadação destinada à educação, o que representa atualmente R$ 120 milhões no ano. “A votação do Fundeb é imprescindível para que possamos manter os investimentos e desenvolver ações voltadas à melhoria permanente da educação pública no país”, ressalta Bebel.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta