Barjas Negri assina contrato e ordem de serviço para elaboração de estudo visando à segurança hídrica na Bacia do PCJ

Com investimento de R$ 480 mil, Agência das Bacias PCJ e Comitês PCJ focam o futuro para evitar riscos de desabastecimento na Bacia do Rio Corumbataí Estudo visa antever e prevenir problemas de abastecimento hídrico nos municípios que compõem a bacia, o que comprometeria a economia local e regional, e, assim, assegurar o fornecimento de água para uso doméstico, industrial, comercial e agrícola; assinatura de contrato será na segunda-feira, dia 29, às 10h, no Gabinete do Prefeito de Piracicaba, Barjas Negri, atual presidente dos Comitês PCJ A definição de alternativas de abastecimento de água como forma de prevenir uma eventual crise hídrica na região da Bacia Hidrográfica do Rio Corumbataí pelos próximos 20 anos é um dos principais objetivos do estudo que será contratado pela Agência das Bacias PCJ, por indicação dos Comitês PCJ (Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí). O projeto, que prevê investimentos na ordem de R$ 476.976,00, será encabeçado pela Engecorps, vencedora da licitação e responsável pelo estudo e levantamento de dados. A assinatura de contrato com a empresa acontecerá na próxima segunda-feira, 29, às 10h, no Gabinete do Prefeito de Piracicaba, Barjas Negri, atual Presidente dos Comitês PCJ. Os recursos são provenientes da Cobrança PCJ Federal (cobrança pelo uso da água em rios de domínio da União nas Bacias PCJ). A Bacia do Corumbataí é uma sub-bacia do Rio Piracicaba e tem grande importância regional quanto ao abastecimento de água para os municípios de Piracicaba, Rio Claro, Santa Gertrudes, Corumbataí, Cordeirópolis, Analândia, Ipeúna, Itirapina e Charqueada – área, esta, que apresenta crescente demanda pelo uso da água para abastecimento público, agrícola e industrial. A população é estimada em cerca de 710 mil habitantes, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) para este ano. Atualmente, a disponibilidade hídrica dessa região é de 4,97 m³/s e a demanda é de 2,92 m³/s. Assim, devido à relevância da Bacia do Corumbataí para a economia regional, o estudo visa estabelecer cenários futuros e será a base para o planejamento estratégico do uso dos recursos hídricos pelos nove municípios que compõem a bacia, apontando alternativas de abastecimento de água através dos cenários de disponibilidade de água em virtude do crescimento do consumo. O prazo para a conclusão é de 12 meses a partir da ordem de serviço, que será emitida no mesmo dia da assinatura do contrato. Barjas Negri ressalta a importância dessa iniciativa dos Comitês PCJ e da Agência das Bacias PCJ. “O estudo é muito importante para Piracicaba, pois visa garantir o abastecimento futuro. Quando se fala em planejamento, a pior crise ainda está por vir. Por isso, precisamos estudar sobre formas de como adequar a segurança hídrica na nossa região e diminuir os riscos de desabastecimento”, analisa o prefeito e presidente dos Comitês PCJ. A coordenadora de Projetos da Agência das Bacias PCJ, Elaine Franco de Campos, esclarece que a primeira atividade a ser desenvolvida será a elaboração de um diagnóstico da Bacia do Corumbataí, para identificar todos os aspectos que interferem no uso dos recursos hídricos. “Por meio da análise desse diagnóstico, serão estipulados cenários de crescimento do consumo de água com base em modelos de incremento populacional e industrial adotados no Plano das Bacias PCJ 2010 a 2020. Para cada município pertencente à bacia serão estipuladas vazões de consumo para irrigação, industrial, consumo humano e animal em um horizonte de 20 anos”, explica. A coordenadora ressalta que o produto final do estudo servirá de base aos nove municípios para planejamento de ações estruturais e não estruturais visando o pleno atendimento do abastecimento de água potável para os diferentes consumidores como indústrias, residências, agricultura e consumo animal. Como exemplos de ações futuras, Elaine cita novos barramentos, reuso e captações subterrâneas.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta