Avançam as ações previstas no Plano Municipal de Cultural da SEMAC

Avançam as ações previstas no Plano Municipal de Cultural da SEMAC

Adolpho Queiroz, que está a frente da Secretaria Municipal da Ação Cultural (Semac), informa que já foram realizadas nos dez primeiros meses da administração, seis das 40 ações previstas no Plano Municipal de Cultura (PMC) para o período de dez anos (2020/2030). Em 2022, a previsão é colocar em prática ainda mais ações, já que o orçamento da Pasta foi elevado em 16,58%, de R$ 16,1 para R$ 18,7 milhões.

O PMC é um importante instrumento de planejamento e execução de políticas públicas na área cultural, que deve ser colocado em prática nos próximos dez anos. Tem como objetivos planejar programas, projetos e ações culturais que valorizem, reconheçam, promovam e preservem a diversidade cultural existente no Brasil, almejando o desenvolvimento da cultura nas dimensões econômica, simbólica e cidadã.

As ações estão ligadas à formação de equipe multidisciplinar da Semac, criação do Engenho da Cultura e do Sistema de Informação Municipal de Cultura, criação de centros culturais, do VER De Museu, no Engenho, e do aumento de equipe com o avanço de projetos.

Uma das ações é o cadastro dos artistas, por meio do Sistema de Informação Municipal de Cultura, ordenado nas mais diversas linguagens, como música, dança, teatro e cinema, fotografia, literatura, com cerca de 700 nomes. O cadastro será disponibilizado online nas plataformas da Ação Cultural e também nos espaços públicos, com nome e endereço eletrônico dos artistas.

Nos bairros, pedido que integra o Orçamento Participativo (OP), está a construção de quatro novos centros culturais nos bairros de Artemis, Alvorada, Água Branca e um quarto em local a ser definido.

O Engenho da Cultura também vai tomando forma, com a inclusão de novos equipamentos culturais no complexo cultural e turístico do Parque do Engenho Central, para melhor aproveitamento do espaço, entre eles a Pinacoteca, Biblioteca, Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba (IHGP), além do início das atividades de remodelação dos barracões 7A e 7B para a construção do VER De Museu pelo grupo Raízen. “Essa ocupação de um espaço tão importante quanto o Engenho Central, certamente, dará uma nova configuração e impulso ao centenário espaço, cheio de história e memória”, ressaltou Adolpho Queiroz.

Tanto o Engenho Central quanto o Parque do Mirante vêm recebendo atenção especial da Administração, do secretário Adolpho Queiroz e das equipes da Semac em uma força-tarefa de limpeza e conservação desses espaços, em andamento.

Outra ação é a formação de equipe multidisplinar de comunicação, que inclui o publicitário Maurici Scarpari, na assessoria de planejamento e comunicação; o também publicitário Rafael Roncato, que cuida do site e das redes sociais da Semac, a acadêmica Elisabete Bortolin, formada em letras, que cuida da agenda, revisões de documentos e livros, encontros literários e fotos dos visitantes diários da Semac, além de Pedro Augusto Maurano, formado em rádio e TV pela Unimep, responsável pelo Museu da Imagem e do Som (MIS), célula de Piracicaba, além das produções em vídeo da secretaria.

Também já foi oferecido pela Pasta, curso de capacitação dos fazedores de cultura, ministrado pela Empório Produções, sob o comando de Márcio Sartório, no mês de agosto, com turma de 30 alunos. Os participantes foram capacitados para desenvolver projetos culturais para captação de recursos públicos.

Outra meta atingida até aqui, de acordo com Queiroz, é a criação da Câmara de Cultura da Região Metropolitana de Piracicaba (RMP), que reúne secretários municipais dos 24 municípios que compõem a RMP, em busca de uma programação conjunta, por meio de projetos e demandas comuns. Queiroz ressalta que o aumento dos recursos em 2022, possibilitará ainda mais realizações. “O aumento dos recursos, com certeza, vai possibilitar que a equipe da Semac realize ainda mais ações, como reformas e adaptações dos barracões do Engenho Central, de mais eventos para a população, entre outras”, avalia Queiroz. “Estamos apenas no começo, mas tendo o Plano Municipal de Cultura como objetivo maior, iremos aos poucos desenvolvendo as atividades pensadas para dotarmos a Semac de mais tecnologia, capacitação de sua equipe técnica e uma programação que agrade a todas as classes”, conclui Queiroz.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta