APP vai auxiliar pessoas com deficiência em atendimentos na Rede Municipal de Saúde de Piracicaba

APP vai auxiliar pessoas com deficiência em atendimentos na Rede Municipal de Saúde de Piracicaba

Aplicativo Icom estará em todas as unidades da Atenção Básica, nas UPAs e COT até o final do mês

A Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria de Saúde de Piracicaba, fez a implantação e liberou a utilização do aplicativo Icom para interpretação de libras online em unidades de saúde do município. Por meio do sistema QRCode, que estará em cartazes afixados nas recepções e nos consultórios das unidades, com o uso do celular, a pessoa com deficiência poderá acessar o aplicativo e um intérprete online fará a intermediação entre paciente e funcionários da saúde e médico. A apresentação do app aconteceu na quarta-feira, (10/02), no PSF 1 Mário Dedini, com a presença do secretário de Saúde, Filemon Silvano, e do sub-secretário de Saúde, Augusto Muzilli Junior, e do presidente da Câmara de Vereadores, Gilmar Rotta.

O sistema será implantado nas UPAs Piracicamirim, Vila Sônia, Vila Cristina e Vila Rezende e na COT (Central de Ortopedia e Traumatologia) e em todas as unidades de Atenção Básica do município até o fim de fevereiro.

De acordo com Filemon Silvano, o sistema é um marco muito importante para o município, que foi o primeiro do interior paulista a implantá-lo. “Esperamos com isso fazer a diferença no sentido de oferecer acessibilidade aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), onde não havia um suporte para as pessoas com deficiência. Então foi um grande ganho no atendimento para as pessoas com deficiência. Isso é apenas uma semente que plantamos, agora vamos regar e esperamos poder disseminar não apenas para Piracicaba, mas para toda região”.

A implantação deste aplicativo é resultado do trabalho de uma das administradoras do grupo Libras Piracicaba e Região, Beatriz Turetta. Bia, como é conhecida, ficou emocionada durante a apresentação do aplicativo. “Em 2019, montamos um grupo de amigos e demandas foram surgindo. A principal foi um intérprete para atendimento nas unidades de saúde”, contou. O projeto ganhou força e apoio, como o da Câmara de Vereadores e da Prefeitura. “Hoje, teremos intérpretes em todas as unidades. O aplicativo é a realização de um sonho”, ressaltou Bia.

A jovem Janaína Nascimento Ribeiro Gonçalves, 27, nasceu surda, resultado de uma meningite que sua mãe teve, quando estava grávida dela. Ainda na infância, aprendeu a língua de sinais na Associação de Pais e Amigos de Surdos de Piracicaba (Apaspi). Janaína participou da apresentação do aplicativo na manhã de hoje e disse que estava muito feliz e na expectativa para as próximas consultas médicas.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta