50ª edição do Salão de Arte Contemporânea na Pinacoteca Miguel Dutra

50ª edição do Salão de Arte Contemporânea na Pinacoteca Miguel Dutra

50ª edição do Salão de Arte Contemporânea na Pinacoteca Miguel Dutra. Foto Divulgação

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O grande referencial de artistas e críticos da arte, chegou à sua 50ª edição na sexta-feira da semana passada, dia 05, quando foi aberto o. Salão de Arte Contemporânea de Piracicaba, contando com 74 obras.

A cerimônia foi aberta a autoridades e convidados, premiará artistas selecionados.

O SAC é realizado pela Prefeitura de Piracicaba por meio da Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo (SemacTur).

A visitação poderá ser feita até o dia 17 de novembro, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, com entrada franca.

Neste ano o SAC recebeu a inscrição de 649 trabalhos, de 161 artistas dos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Paraná, Sergipe, Amazonas e Rio Grande do Sul. Do montante, 74 obras, de 33 artistas, foram selecionadas pelo Júri de Seleção e Premiação, formado por Hugo Fortes, Andrey Zignato e Paula Almozara.

Para o diretor da Pinacoteca, Eduardo Borges de Araújo, a cada ano, o SAC se transforma em cumprimento ao espírito que o originou, de desafiar os limites da expressão artística. “Acredito que toda essa transformação acontece, graças a uma equipe competente que trabalha incansavelmente por um salão de qualidade e de representatividade”, ressalta.

Ao todo, sete artistas serão premiados. Fernanda Izar e Antonio Palquério receberão os prêmios aquisitivos Prefeitura Municipal de Piracicaba, com as obras Amontoado I e II e Para Sempre Será, respectivamente.

O artista Paulo Z, pelo conjunto de vídeos Sem Título 1, 2 e 3 e Aline Moreno, com as obras Sem Título 2 e 3, serão premiados com o Aquisitivo Câmara de Vereadores.

Bruno Novaes, Matheus Souza e Clarice Cunha, levarão o Prêmio de Leitura Pública e Análise de Portifólio, com as obras Manual de Conduta do Corpo Docente 1, 2, 3, 4 e 5; Posição Monogram I e Transtornados; e Marcadores.

A comissão organizadora do 50º Salão de Arte Contemporânea é formada por Antonio Natal Gonçalves (presidente), Alexandra Jacob, Odair Jorge Demarchi, Margarete Regina Chiarella e Eduardo Borges de Araújo.

Além da exposição das obras de arte, a edição conta ainda, com oficinas, leitura de trabalhos vencedores e encontro sobre arte contemporânea com os artistas Antonio Natal Gonçalves, Ermelindo Nardin e Marilú Trevisan, no dia 19 de outubro, às 14h, na Pinacoteca Municipal.

Trinta obras das edições anteriores do Salão de Arte Contemporânea estarão expostas a partir de sábado passado, às 10h, no Museu Luiz de Queiroz.

As peças foram escolhidas entre cerca de 800 obras, que compõem o acervo do Aquisitivo da Prefeitura de Piracicaba, criado nas cinco décadas de SAC.

Segundo o diretor da Pinacoteca, o local escolhido para a paralela faz parte da história do salão.

“A Escola de Agronomia Luiz de Queiroz realizou o primeiro salão de arte contemporânea de Piracicaba”, explicou o diretor da Pinacoteca.

Essa exposição é uma homenagem aos artistas do cenário contemporâneo: Alex Fleming, Antonio Natal Gonçalves, Bernardo Caro, Edity Derdy, Leda Caturda, Raul Porto, Vânia Mignone e muitos outros.

A visitação no Museu Luiz de Queiroz pode ser feita até o dia 26 deste mês, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, com entrada franca.

Os vencedores do Prêmio de Leitura Pública e Análise de Portifólio realizarão uma exposição sobre o processo criativo de seus trabalhos, suas ideias, materiais utilizados e mensagens transmitidas em suas obras.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta