Consórcio PCJ fez doação de mudas nativas para Ipeúna

Com a finalidade de incentivar a recuperação e preservação florestal da região, o Consórcio PCJ dou, no último mês de outubro, mais de 5 mil mudas de árvores de espécies nativas aos municípios e empresas associados da entidade, entre eles, os munícipios de Rafard, Indaiatuba, Rio Claro, Capivari, Artur Nogueira, Ipeúna e Valinhos e as empresas Arcelor Mittal, Rhodia e Sabesp. Também foram destinados insumos aos viveiros parceiros na produção das mudas, com a doação de 12 mil saquinhos, 26 mil sementes e 3.800 plântulas aos viveiros de Iracemápolis, Artur Nogueira, Hortolândia e Santa Barbara D’Oeste. Todas as ações fazem parte do Programa de Proteção aos Mananciais (PPM), que completou nesse mesmo mês 30 anos de atividades, data que marca ainda a realização do primeiro plantio de mata ciliar nas Bacias PCJ.

As atividades do Programa ficam ativas durante o ano todo e o suporte aos viveiros parceiros é constante. Somente a quantidade de mudas distribuídas no último mês representa 30 mil m² de áreas que foram recuperadas com plantios ciliares.

Gustavo Henrique Baraviera, engenheiro ambiental da Secretaria de Obras e Serviços de Valinhos, pontua que a parceria entre Consórcio PCJ e o munícipio tem ajudado a ter mais verde nas áreas da cidade. “Conseguir as mudas através dessa parceria é fundamental para ter o mínimo necessário de reflorestamento em áreas de proteção”.

Com 30 anos de atividades, o PPM contribuiu com a recuperação florestal de uma área de mais de 2.700 hectares, o que equivale à recuperação florestal de uma área 20 vezes maior que a do Parque do Ibirapuera, em São Paulo.

Para Francisco Lahóz, Secretário Executivo do Consórcio PCJ, coordenador do PPM, é importante ressaltar a relevância do programa para as Bacias PCJ. “Incentivar os plantios ciliares e a preservação dos mananciais é de fundamental importância para garantirmos a sustentabilidade hídrica regional frente aos eventos extremos de estiagem”.

Durante este ano, o Programa vem compilando todas as experiências de sucesso derivadas do Programa “Produtor de Águas” laçado pela Agência Nacional de Águas (ANA), em 2003, que estimula a prática dos “Pagamentos por Serviços Ambientais – PSA”, lançado pioneiramente pelo município Consorciado de Extrema/MG, em 2005, tornando-se um modelo para o país, porém, as Bacias PCJ possuem outras experiências de sucesso na área, motivo da entidade estar disponibilizando documentos e relatos dessas experiências para permitir que essas boas práticas se propaguem. 

Landing Page celebra a história do PPM:

O Programa de Proteção aos Mananciais completou 30 anos no mês de outubro. E para marcar a data, o Consórcio PCJ produziu uma landing page dentro do site da instituição (www.agua.org.br/30anos_PPM) com o objetivo de relembrar a história do programa e facilitar o acesso aos serviços de cadastro de áreas para futuros projetos de reflorestamento, solicitação de mudas e cadastro de áreas que possuam espécies invasoras e que necessitam do seu manejo adequado.

O Programa do Consórcio PCJ foi o pioneiro em executar plantios de reflorestamento em Matas Ciliares, principalmente em nascentes com o objetivo de ampliar a disponibilidade hídrica das Bacias PCJ. Ficou interessado? Parcerias para o desenvolvimento em futuros projetos, envie e-mail para ppm@agua.org.br.

Sobre o Consórcio PCJ:

O Consórcio PCJ, fundado em 1989, é uma associação civil de direito privado, composta por 40 municípios e 23 empresas associados, que atua como uma agência de fomento, planejamento e sensibilização, com o objetivo de recuperar e preservar os mananciais, além de discutir a implementação de políticas públicas voltadas à gestão da água. A entidade é referência nacional e internacional na gestão de recursos hídricos, sendo membro de importantes entidades internacionais, como: O Conselho Munidial da Água, a Rede Internacional de Organismos de Bacias (Riob), a R

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta