Vice provedor da Santa Casa de Piracicaba participa de café com parlamentares em Brasília

Nesta quarta-feira, dia 31, o vice provedor da Santa Casa de Piracicaba, João Orlando Pavão, participou em Brasília, do café da manhã que a Confederação das Misericórdias  do Brasil (CMB) organizou para receber as bancadas de parlamentares federais de cada Estado.

O evento integra a programação do 26º Congresso Nacional das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, que tem como tema central as “Parcerias estratégicas para enfrentar a crise”.

Segundo Pavão, que também é membro da diretoria da CMB, além de celebrar o Jubileu da Misericórdia durante cerimônia especial na Catedral de Brasília, o evento ira reunir centenas de parlamentares.

“É uma oportunidade para o setor estreitar o relacionamento com as autoridades, expressar suas dificuldades e reforçar pedidos já que, na ocasião, estarão presentes deputados e senadores dispostos a dialogar com os participantes”, disse.

A 26ª edição do Congresso das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos conta com o apoio dos presidentes das Federações Estaduais, que incentivam seus associados a participarem do encontro, no sentido de aprender, questionar e formular ações e ideias que possam se transformar em soluções para os graves problemas enfrentados pelas instituições filantrópicas do Brasil.

Após o café da manhã com parlamentares, foi realizado o primeiro painel do Congresso, com a participação de cientistas políticos para análise do cenário político-econômico nacional, os desafios do governo e o impacto na Saúde Pública e Suplementar.

À tarde, membros do Instituto Coalizão Saúde e da Associação Nacional dos Hospitais Privados debateram o papel e a importância das parcerias entre as entidades da Saúde na formulação de uma agenda de desenvolvimento do Setor, apontando soluções inovadoras, além da ética e conduta empresarial no âmbito da Saúde.

Encerrando o dia, Fórum Jurídico paralelo ao Congresso para debater o Financiamento do SUS e as medidas cabíveis para a subsistência e melhoria do atendimento na Saúde e o papel do Ministério Público na defesa dos interesses da Sociedade Civil.

Na quinta, dia 1, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde analisaram as maneiras de estabelecer boas parcerias com os prestadores filantrópicos. A Saúde Suplementar entrou no debate para expor a regulamentação da Lei 13.003, que obriga a contratualização entre prestadores e operadoras. A importância dos hospitais filantrópicos, a relação com as operadoras de planos de saúde e as parcerias possíveis de implementação também serão abordados.

Em seguida senadores que apoiam o segmento filantrópico na Saúde discutiram as ações do Senado e do Governo para um melhor financiamento do SUS.

O Congresso foi encerrado com palestra do ministro da Saúde, Ricardo Barros, que abordará o panorama da Saúde e os desafios das parcerias.

 

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta