EEP lança Curso de Engenharia de Computação

Inscrições seguem até dia 08 de dezembro

Considerada uma das melhores instituições de ensino do país na área da Engenharia, a EEP/FUMEP (Escola de Engenharia de Piracicaba) passará a oferecer também o Curso de Engenharia de Computação a partir de 2017, elevando para nove a quantidade de cursos de graduação disponíveis.

O diretor acadêmico da EEP em exercício, Prof. Renato Soliani, revela que a iniciativa atende às expectativas e necessidades do atual mercado de trabalho, ávido por profissionais que detenham uma base solida de conhecimento e demonstrem habilidades e competências diferenciadas.

“Trata-se de profissional qualificado e treinado para desenvolver soluções para problemas por meio do desenvolvimento de softwares, hardwares, bancos de dados, redes de computadores e redes de equipamentos”, destaca Soliani ao revelar que o novo curso oferecerá 80 vagas no período noturno.

O diretor executivo da FUMEP, Prof. Antônio Copatto, revela que inúmeras pesquisas de mercado realizadas nos últimos anos indicam a elevada procura das empresas por engenheiros de computação devido à diversidade de habilidades que esse profissional pode explorar em diferentes segmentos de mercado, a exemplo da  saúde e bem-estar, agronegócios, marketing, entretenimento, jogos digitais, ambiental, segurança, indústria de bens, energia, serviços, imobiliário, telecomunicações e educação.

O professor Luiz Camolesi Júnior, responsável pela criação do novo curso, complementa lembrando que este cenário parece bastante atraente para o estudante que procura uma profissão pouco impactada por crises econômicas, que tem mais vagas abertas no mercado de trabalho do que profissionais formados para preenchê-las.

Camolesi lembra que a região de Piracicaba, e mais amplamente a região administrativa de Campinas, tem elevada taxa de participação na produção de bens e serviços em relação ao estado de São Paulo e ao país. “Nos últimos anos, novas empresas foram instaladas, trazendo demandas em tecnologias e a maior necessidade de formação de profissionais qualificados”, disse.

O professor garante que foi, justamente, em função da desproporcional oferta deste profissional na região, que a EEP criou o curso de Engenharia de Computação. “Nosso objetivo é formar profissionais para atender às demandas de um mercado impulsionado por questões sociais locais e globais, que possam se beneficiar de projetos sustentáveis e éticos envolvendo a Tecnologia da Informação de forma sistêmica”, analisa Camolesi. Ele referendou a estrutura da EEP e informou que a Escola dispõe de novos e modernos laboratórios nas áreas de informática, elétrica, eletrônica e robótica.

Ele explica que o engenheiro de computação que atuar no desenvolvimento de novos softwares sentirá o grande interesse do mercado por qualidade dos aplicativos em smartphones, dos sistemas hospedados e executado na Web, e particularmente dos jogos digitais. Já a atuação no desenvolvimento de novos hardwares trará desafios relacionados à mobilidade (robôs, drones e veículos autônomos) e espacialidade (impressoras 3D, realidade virtual e aumentada), atuação e monitoramento remoto (câmeras, sensores e atuadores).

“O profissional ainda poderá atuar na engenharia e administração de redes de computadores e bancos dados”, complementa Camolesi, lembrando que as inscrições para o vestibular EEP 2017 prosseguem até o dia 8 de dezembro pela internet (www.fumep.edu.br) ou até o dia 7 de dezembro, na sede Escola.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta