Deputada Professora Bebel visita comunidade do Frederico e cobra política habitacional no município

Deputada Professora Bebel visita comunidade do Frederico e cobra política habitacional no município

A deputada estadual Professora Bebel (PT) realizou visita a moradores da comunidade Frederico, localizada na região do Bosques do Lenheiro, no final da tarde desta quarta-feira, 14 de julho, que tiveram suas casas destruídas por incêndio provocado por curto circuito em um dos barracos, na tarde da última segunda-feira, 12 de julho.  Na visita, a deputada fez questão de prestar solidariedade às famílias, ao mesmo tempo que cobrou a que  o município de Piracicaba e o governo estadual coloquem em prática uma política habitacional para atender as necessidades da população de menor poder aquisitivo.

Primeiramente, a deputada esteve no Centro Comunitário do Bosques do Lenheiro, onde estão alojadas parte das 15 famílias que tiveram suas casas destruídas, e para onde a população tem feito doações de alimentos, colchões, roupas e utensílios domésticos. Em seguida, esteve na área em que ocorreu o incênio,  onde membros da comunidade começa a se preparar para erguer novos barracos.  Ela foi recebida pelo presidente da Associação dos Moradores do Bosques do Lenheiro, Edvan Costa Bem, e por outros líderes da comunidade, que agradeceram o apoio dado pelo mandato popular da Professora Bebel, assim como falou do quanto a sociedade tem se solidarizado com a situação destas famílias.

No entanto, Edvan Costa Bem falou da falta de uma ação mais efetiva da Prefeitura da cidade. A deputada Bebel se comprometeu a entrar em contato com o prefeito Luciano Almeida e, além de cobrar o desenvolvimento de uma política habitacional, que neste momento seja oferecido uma espécie de aluguel social para que as famílias que perderam seus barracos possam residir, já que boa parte foi alojada na casa de amigos e familiares, enquanto que duas estão residindo no próprio Centro Comunitário, de forma improvisada.

Para Bebel, “Piracicaba precisa discutir e colocar em prática uma política habitacional que atenda as necessidades da população. Nos últimos tempos, tivemos uma desocupação na região de Artemis, que tive que intervir e alojar as famílias no Cáritas. No ano passado, com desocupação determinada pela Justiça da Comunidade Taquaral, também tive que intervir e conseguir abrigo provisório em uma igreja e, agora, novamente a situação se repete, sem que haja uma solução para estas famílias que tiveram suas casas destruídas pelo incêndio. Como deputada, vou cobrar que tanto o município como o Estado cumpram o seu papel de colocar em prática uma política habitacional na cidade”.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta