Conservatório de Tatuí apresenta “Lampião e Maria Bonita no Reino Divino”

 

O Grupo de Prática Teatral do Conservatório de Tatuí – instituição da Secretaria da Cultura do Estado – apresenta neste sábado, dia 28, a comédia musical “Lampião e Maria Bonita no Reino Divino”, baseada no texto de Annamaria Dias. A apresentação, que será às 15h no Teatro Procópio Ferreira, com entrada gratuita, acontecerá com o apoio cultural do Instituto CCR e da CCR SPVias, empresa fiscalizada pela ARTESP (Agência de Transportes do Estado de São Paulo).

Com direção geral de Dalila Ribeiro, “Lampião e Maria Bonita no Reino Divino” é uma comédia musical de classificação livre. A peça conta o que acontece com os cangaceiros Lampião e Maria Bonita depois que eles morrem. Lampião e seu ajudante Severino Mansidão vão para o inferno, enquanto Maria Bonita e sua amiga Creuza Espiriteira vão para o céu.

Lá do Reino Divino, mesmo separados, eles acompanham o drama vivido na Terra por Julinho, sobrinho de Lampião, e Silvinha, sobrinha de Maria Bonita. Os jovens estão apaixonados, mas seus pais não aceitam no namoro. Inconformados com a tristeza dos sobrinhos, os cangaceiros querem dar um jeito de ajudar o casal e vão armar as maiores confusões. Diversão garantida nesta comédia que une amor, humor e muita música.

O elenco é formado por Adriana Afonso (contadora de histórias); Andre Luís Camargo (Lampião); Fernanda Mendes (Maria Bonita), Julia Maschietto Mastromauro (Silvinha), Jessica Vieira (Creusa Espiriteira), Tamires Ramos (Dona Suzana), Silvio Luiz Zanchetta (Julinho), Gabriel da Silva Almeida (Mansidão) e Bruno dos Santos Assunção (João). Participam ainda os músicos Guilherme Souza (guitarra), Guilherme Freitas (percussão), Maria Andonia Negrão (teclado e acordeão), Malu Marzagão (flauta transversal).

Além de Dalila Ribeiro na direção geral e maquiagem, o espetáculo tem direção musical de Joseval Paes, assistência de direção com Erica Andrade, cenografia de Jaime Pinheiro, figurinos de Carlos Alberto Agostinho, coreografia de Welinton Rodrigues da Silva e iluminação de Thiago Leite, entre outros. A coordenação é de Fernanda Mendes.

 

Dalila Ribeiro – Atriz, diretora, maquiadora e professora do Setor de Artes Cênicas do Conservatório de Tatuí. Formada em Artes Plásticas e pós-graduada em Psicopedagogia pela Asseta – Faculdades de Tatuí/SP. Iniciou os estudos de teatro em 1991 no Conservatório de Tatuí por meio do curso de formação de atores ministrado por Antonio Mendes e Carlos Ribeiro. Participou de cursos com vários profissionais de teatro, dentre os quais se destacam Augusto Boal, Roberto Gil Camargo, Edu Silva, Semi Lutfi, Alberto Gaus, Robert Francis, Mc Crea e Zé Renato.

Dos trabalhos que realizou como atriz destacam-se “Paixão Segundo Nelson Rodrigues” (1992), “Édipo Rei” (1995/1996), “Santa Joaninha” (1998), “O Desconhecido” (1999/2000) e Rosa de Cabriúna (2011). Foi premiada como atriz coadjuvante nas peças “O Desconhecido”, “Santa Joaninha” e “Édipo Rei”, e como melhor atriz em “Rosa de Cabriúna”. Como diretora, destacou-se por: “A Gata Borralheira” (1998), “Dois Corações e Quatro Segredos” (2015) e “O Menino que Virou História” (2016).

Atualmente integra a equipe técnica/artística do Setor de Artes Cênicas do Conservatório de Tatuí. É a professora responsável pela Oficina de Maquiagem; professora de prática teatral e montagem no curso de Teatro Juvenil; professora e criadora da disciplina Jogos Teatrais para Músicos; e professora do Grupo de Performance da Área de Música de Câmara, sob a coordenação de Míriam Braga.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta