Vereadores pedem informações sobre descarte no Ecoponto Água Branca em Charqueada

Vereadores pedem informações sobre descarte no Ecoponto Água Branca em Charqueada

A destinação de resíduos sólidos também foi solicitada

Na terça-feira da semana passada, dia (1/06), durante a 13ª sessão ordinária da Câmara Municipal de Charqueada, o presidente da Mesa Diretora, vereador Marcos Arruda (Republicanos), juntamente com os vereadores Márcio Roberto dos Reis, o Marcio Borracha (PL) e João Cardoso (PP) apresentaram em conjunto o Requerimento nº. 65/2021, no qual solicitam informações ao Executivo Municipal sobre o Ecoponto da Água Branca e da destinação de resíduos sólidos.

Eles querem que seja informado: se os resíduos que estão sendo retirados do ecoponto da Água Branca estão sendo levados para qual local? Qual o custo dessa remoção para o Município;  quanto ao caminhão da Prefeitura que faz o recolhimento dos resíduos sólidos e galhos de árvores dentro do Município, solicitam que seja feito o levantamento da hora máquina desse veículo e informado quanto o Município gasta mensalmente com esse recolhimento e com relação às empresas que locam caçambas para a remoção de entulhos que seja informado: para onde esses resíduos são levados? É área do Município ou eles dispõem de área particular própria e em caso de ser do Município informar qual a área e sua situação atual.

Os vereadores argumentaram que veem recebendo vários questionamentos sobre os resíduos sólidos que estão sendo descartados no local e que é importante esclarecer adequadamente, moradores e os próprios parlamentares sobre o tema.

“Temos recebido vários questionamentos acerca dos resíduos sólidos descartados naquele local. Sabido é que a atual gestão já encontrou o mesmo com grande volume de resíduos e que estes estão sendo retirados e levados para outro local, a fim de que haja espaço para receber os resíduos que vem sendo recolhidos pelo próprio Município através de coleta, além dos resíduos advindos das caçambas locadas por empresas”, disseram.

“Para evitar leviandades acerca do assunto, nada mais justo do que embasar as informações em dados oficiais, a fim de prestar contas à população, tendo conhecimento pleno da situação ora apresentada”, completaram os vereadores.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta