Secretaria de Saúde realiza campanha Outubro Rosa em Charqueada

Secretaria de Saúde realiza campanha Outubro Rosa em Charqueada

Mulheres devem procurar unidades de saúde e agendar exames preventivos

O mês de outubro traz consigo uma campanha emblemática que tem como objetivo alertar a sociedade sobre o diagnóstico precoce do câncer de mama.

Em Charqueada, as mulheres devem procurar as unidades de saúde para agendar exames de prevenção e também de mamografia.

Segundo o Instituto Oncoguia, diagnosticar o câncer precocemente aumenta significantemente as chances de cura. Ao menos 95% dos casos identificados em estágio inicial têm possibilidade de cura. Por isso, a mamografia é imprescindível, sendo o principal método para o rastreamento da doença.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) das 11,5 milhões de mamografias que deveriam ter sido realizadas no ano passado, apenas 2,7 milhões foram feitas. A diminuição acentuada do exame é um fator de risco para milhares de mulheres e um alerta para a importância da campanha.

Outubro Rosa é uma campanha de conscientização que tem como objetivo principal alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e mais recentemente sobre o câncer de colo do útero.

De acordo com a Secretaria de Saúde, estão disponíveis as unidades do Centro, Alvorada, Recreio, Santa Luzia e Paraisolândia.

A mobilização mais intensa no mês de outubro visa também a disseminação de dados preventivos e ressalta a importância de olhar com atenção para a saúde.

Um dos pilares do Outubro Rosa é abordar o tema sem qualquer receio e encorajar mulheres a realizarem seus exames. Iniciativas como essa são fundamentais para a prevenção, já que nos estágios iniciais a doença é assintomática.

O câncer de mama é um tumor maligno que ataca o tecido mamário e é um dos tipos mais comuns, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca). Ele se desenvolve quando ocorre uma alteração de apenas alguns trechos das moléculas de DNA, causando uma multiplicação das células anormais que geram o cisto.

“É preciso conscientizar e principalmente realizar os exames preventivos, pois assim poderemos conseguir curar os casos em 100%, quando diagnosticados precocemente”, comentou Wal Cassaroti Secretária da Sáude.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta