Gincana Solidária mobiliza Comunidade Escolar em Charqueada

Conflitos são parte da vida, simples ou complexos, bons ou ruins, é através destes que revemos ou reafirmamos nossos valores e/ou posições, e sem esta vivência não conseguimos atingir nenhuma mudança significativa em nossas vidas. O problema maior dos conflitos se dá entorno das administrações que é necessário acontecer para que se resolvam e é nesse momento em que qualquer indivíduo se depara com a maior problemática: Como administrar esse conflito e conseguir um equilíbrio entre as partes? E como conseguir equilíbrio dentro de uma escola onde existem tantos valores e posições que se diferem?

A E.M.E.B “Antonio Furlan”, em Charqueada, se deparou muitas vezes com esse dilema e na tentativa de diminuir os índices de conflitos de forma geral criou uma gincana onde os alunos pudessem aprender, compreender e exercitar os valores, promover ações solidárias, ter atitudes respeitosas e praticar de forma lúdica e prazerosa a cidadania, desta forma a equipe gestora criou a Gincana Solidária pela Paz, cujo o objetivo geral é exercitar a prática cidadã de ações cotidianas dos estudantes em suas mais variadas faces, assim como a boa convivência em ambientes públicos e de uso coletivo, logo os alunos começaram a se deparara com atos em que deveriam pensar em suas ações e no respeito das ações do próximo, pois mesmo que não fosse possível mudar tudo, sempre haveria em menor escala uma atitude que ao executarem faria a diferença.

Por se tratar de um projeto que engloba não só o combate à inabilidade da resolução de conflitos por parte dos alunos, mas também ações solidárias, a escola desenvolveu um jogo ao qual cada turma teriam missões a serem seguidas, e em algumas deles de forma contínua – por exemplo, lacres para as cadeiras de roda e conflitos solucionados de forma pacífica – onde cada missão cumprida juntamente com a administração dos conflitos entre os alunos possibilitará a chegada ao destino da Gincana, que é a promoção de atitudes solidárias e a resolução dos conflitos que antes eram solucionados com agressões verbais e/ou físicas, que a priori pareciam impossíveis de serem solucionados.

E com essa gincana a E.M.E.B “Antonio Furlan” começa a colher bons frutos, com projetos de melhorias do ambiente escolar, promoção de ações solidárias, como doação de lacres que contribuiu para a entrega da cadeira de rodas a um aluno do CAPEC, campanha de doação de roupas internas para alunos carentes, diminuição da violência e destruição do espaço público, assim como o desenvolvimento do aluno com sua posição/construção cidadã, aos quais começam a compreender que embora os conflitos se originam por conta da diferença de interesses, desejos e aspirações estes podem conviver de maneira harmoniosa.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta