Devido a pandemia do Coronavírus autoridades adiam a Festa da Santa Cruz em Brotas

Devido a pandemia do Coronavírus autoridades adiam a Festa da Santa Cruz em Brotas

Nesta terça-feira, dia 17, em uma reunião envolvendo as autoridades políticas, militares, civis e religiosas de Brotas, foi decidido o adiamento da tradicional Festa de Santa Cruz, devido à pandemia do Coronavírus.

Além disso, o Bispo Dom Paulo Cezar Costa, da Diocese de São Carlos, publicou uma nota oficial com o anúncio de outras medidas:  Por 10 dias sejam suspensas todas as atividades pastorais como catequese, reuniões, encontros, grupos de oração, círculos bíblicos, e demais eventos, tais como show de prêmios, quermesses e outras festas que possam gerar aglomeração de pessoas; Eventos Diocesanos e Vicariais serão cancelados, também, por 10 dias, inclusive as 24h para o Senhor; Ficam cancelados os mutirões de confissão. No lugar deles, que os padres disponibilizem mais horários de atendimentos individuais nas paróquias, em lugares higienizados e arejados; Nas comunidades onde há grande fluxo de pessoas, nas Missas sejam acrescentados horários alternativos para que os fiéis possam ser redistribuídos, evitando assim, aglomerações – faz-se saber a necessidade de garantir a higiene adequada para esta situação, como: álcool gel na entrada das Igrejas, copos descartáveis nos bebedouros e outras práticas; Neste período, os fiéis que fazem parte do grupo de risco ficam dispensados de suas obrigações religiosas de irem à Missa aos domingos, sugerimos que estes possam acompanhar as celebrações através dos meios de comunicação. Que os doentes, já atendidos pelas comunidades, recebam a Eucaristia em casa, por ministros devidamente higienizados e fora do grupo de risco. De igual modo, que o padre possa realizar a unção dos enfermos sempre visando resguardar a saúde do fiel e a sua; Que as Pastorais de Comunicação das Paróquias estejam a serviço das outras pastorais, para auxiliá-las a repensarem a maneira de transmitirem seu conteúdo e serviço nas comunidades eclesiais; Cada Paróquia observe as orientações da Secretaria de Saúde de seu município; Que os padres e suas Paróquias se empenhem por colaborar com as autoridades locais, se colocando à disposição para conscientização sanitária da população; Casamentos e batizados sejam realizados na presença de poucas pessoas, com igreja bem ventilada e munida dos recursos para higienização o e Reafirmo que as missas dominicais sejam mantidas, se possível realizadas em locais abertos ou em ambientes bem arejados; observando a determinação do ponto 4.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta