Aproximadamente 500 pessoas foram atendidas no mutirão de Catarata em São Pedro

250 pacientes são encaminhados após triagem

 

Com indicação de 250 pacientes – 129 para cirurgia de catarata e 121 para uso de óculos, acompanhamento de retina, glaucoma ou exames de maior complexidade, foi realizada no último sábado a triagem organizada pela Secretaria Municipal de Saúde para pacientes com indicação de cirurgia em consultas realizadas nas unidades de saúde do município. Aproximadamente 500 pessoas passaram pela Umis, local em que foi realizada a avaliação.

O coordenador da Atenção Básica da Secretaria de Saúde, Leandro Carneiro  Sanches, conta que foram realizados exames como ceratometria computadorizada, biometria ultrassônica, biomicroscopia e exame de fundo de olho.

O médico oftalmologista Rafael Guena Jardim de Camargo, responsável clínico da triagem, relata que as avaliações reuniram 45 profissionais.  “Foi tudo muito bem organizado, sem nenhuma intercorrência e conseguimos atingir nosso objetivo, que é identificar de maneira rápida problemas oftalmológicos graves e dar encaminhamento adequado para que as pessoas tenham acompanhamento e tratamento específicos”, disse .

Uma das pacientes atendidas foi Regina de Jesus dos Santos, 85, moradora do bairro Recanto das Águas. “Fui muito bem atendida”, disse.

O próximo passo agora é o agendamento das cirurgias de catarata. Em média, o tempo de espera para pacientes com indicação da intervenção cirúrgica é de aproximadamente três meses. Só em agosto foram realizadas 33 cirurgias de catarata em dois mutirões ocorridos nos dias 19 e 20 na Santa Casa de São Pedro.

Foram feitas ainda pelas equipes do PSF (Programa Saúde da Família) e na Umis (Unidade Mista e Integrada de Saúde) a avaliação prévia de 700 pacientes que preencheram questionários e participaram de testes de visão, resultando em 450 indicações para uso de óculos.

Outros exames – No mutirão também foram realizados outros exames, como o teste rápido, realizada em 113 pacientes que checaram ocorrência de hepatite C – exame realizado com apoio do Rotary – hepaties B, sífilis e HIV. Nenhum teste apresentou resultado positivo.

Também foi realizado teste de aferição de pressão e glicemia por estudantes do curso de enfermagem da Anhanguera.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta