Obra no Pronto-atendimento começa semana que vem anunciou o Secretário de Saúde de Águas de São Pedro

As obras de reforma e melhorias no Pronto-Atendimento de Águas de São Pedro devem ser iniciadas na próxima semana, conforme anuncio do secretário municipal de Saúde, João Victor Barboza, vereador licenciado pelo PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira) que informou ainda que o governo estadual liberou R$ 130 mil referentes à primeira etapa.

Ao todo, serão empregados R$ 650 mil na unidade de saúde do município.

“Apesar de alguns cortes de orçamento feitos pelo atual governo, acreditamos que sejam realizados para estudos, a nossa obra não foi prejudicada e a primeira parcela já foi depositada. Quem ganhara com isso é nossa comunidade”, diz o secretário.

Os recursos são oriundos de emenda parlamentar extraordinária do deputado estadual Roberto Morais (PPS), solicitada pelo secretário, pelo prefeito Paulinho Barboza, vereadores, entre outras autoridades e teve o apoio do deputado federal Luiz Lauro Filho (PSB) e do então governador Márcio França (PSB), que liberou os recursos.

De acordo com João Victor a autorização para o repasse da verba foi publicada no Diário Oficial do Estado de São Paulo no dia 7 de julho do ano passado, mas era necessário aguardar o período eleitoral para dar início às obras.

“Este foi um compromisso assumidos lá atrás com o então governador Márcio França. Nós corremos atrás da licitação em tempo recorde, e ele indicou que liberaria a verba assim que assumisse o governo e o fez. Agora já tivemos a liberação dessa primeira parcela e cumprimento o governador Doria por manter os recursos, já que fizemos todos os procedimentos necessários nos prazos estabelecidos”, detalha o secretário de Saúde, João Victor Barboza.

O projeto completo prevê a construção de mais um leito de emergência, um novo leito para isolamento de pacientes, área para poltronas hospitalares e soro rápido (serão seis novas poltronas) e reforma na parte estrutural do prédio.

“Como essa primeira parcela é a menor, vamos começar pela reforma do telhado do pronto-atendimento. Não será preciso fazer qualquer alteração na rotina de trabalho e nos atendimentos. Somente mais para frente quando começarmos a mexer internamente, mas traçaremos um plano para que as obras não interfiram no dia a dia do pronto-atendimento”, completou o secretário.
Ele também destaca que intervenções, no entanto, não modificarão a aparência externa do pronto-atendimento.

Com os recursos também será possível construir uma sala de necrotério, novo refeitório e vestiário para os funcionários.

“É uma intervenção necessária, pois muitas alas já davam sinais de que não suportam a demanda. Precisamos mexer no telhado, no madeiramento, na parte elétrica e hidráulica”, informou ele.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta