Em reunião na Artesp, deputada Bebel pede desconto na tarifa de pedágios para moradores de Águas e São Pedro

Em reunião na Artesp, deputada Bebel pede desconto na tarifa de pedágios para moradores de Águas e São Pedro

Parlamentar irá mobilizar prefeitos e vereadores da região para nova reunião

A deputada estadual Professora Bebel (PT) cobrou oficialmente a redução no valor das tarifas de pedágios para moradores de Águas de São Pedro, São Pedro e Santa Maria da Serra, ao transitarem pela SP-304, que liga Piracicaba a região, garantindo seja estabelecido um valor fixo nas tarifas que deverão começar a ser cobrado a partir do início do próximo ano, que inicialmente será de pouco mais de R$ 5,00 por passagem, com redução gradual conforme ampliado o número de passagens do mesmo veículo ao longo do mês. O pedido foi feito na quinta-feira, 03 de dezembro, a diretores da Artesp, durante reunião virtual que também contou com a participação do vereador de Águas de São Pedro, Nelinho Noronha (PT), do professor da Unicamp, Cléber Rocco,  que apresentou pesquisa com moradores de Águas, mostrando o impacto que a cobrança de pedágios irá provocar no dia a dia da população, e de outras lideranças da região, entre eles os vereadores de Águas Valter Leandro Ferreira,  Edilene  Cristina Alarcon e João Vitor, que foi eleito prefeito de Águas de São Pedro

Depois de quase duas horas de discussão, com a Artesp alegando que não tem poderes para fazer o desconto nas tarifas, foi acordado que será agendado um novo encontro, com a participação do consórcio Eixo Brasil, vencedora da licitação, para discutir essa possibilidade. Diante do que ouviu, a deputada Bebel pretende reunir prefeitos, vereadores e lideranças da região para mostrar tecnicamente os impactos que a cobrança da tarifa irá provocar no custo mensal da população, principalmente trabalhadores, estudantes e comerciantes que circulam diariamente pela rodovia. Chegou a ser defendido pelo vereador Nelinho Noronha que a prefeitura de Águas e as da região abram mão do ISS das tarifas de pedágios para ajudar na redução do valor a ser cobrado especificamente dos moradores destes municípios.

Com a concessão da SP-304 e da SP-308 pelo governo estadual, vencido pelo Consórcio Eixo Brasil, já começaram a construção das praças de pedágios no km 183, na SP-304, e no 182, na SP-308. A Artesp alega que apenas é reguladora da concessão e que o custo atual do pedágio é de R$ 0,11 por quilômetro para pista simples e de R$ 0,15 para pista dupla, e que a cobrança visa custear os investimentos de R$ 15 bilhões que a empresa concessionária irá destinar ao longo de 30 anos, e que não tem como garantir o desconto sem a concordância da concessionária. Nelinho Noronha disse não achar justo a cobrança da tarifa de pedágios na SP-304, entre Piracicaba a Águas, uma vez que esse trecho da rodovia, de aproximadamente 25 quilômetros, foi duplicado antes de ser concedido.

 Apesar de Artesp reafirmar que haverá desconto para o usuário, que será ampliado conforme o maior uso por parte da população, a deputada Bebel defendeu um desconto maior para os moradores de Águas, São Pedro e Santa Maria da Serra, garantindo que a população tenha previsibilidade de quanto irá gastar mensalmente. “A cobrança do pedágio irá causar um impacto na vida da população que circula diariamente pela rodovia, principalmente trabalhadores e estudantes. Não é justo penalizar ainda mais a população”, diz Bebel.

A Artesp alegou que não sabe ainda como fazer este aditamento no contrato entre o governo estadual e o consórcio Eixo Brasil para garantir esse desconto. “Estou pedindo para os senhores pensarem”, disse à deputada se dirigindo aos representantes da Artesp, que alegaram que não sabem como fazer essa alteração antes da revisão do contrato entre o governo e a concessionária, que deve ser feito a cada quatro anos. Diante dos apelos da deputada e dos vereadores, ficou estabelecido que será oficializado a Artesp para uma nova reunião com a participação da Eixo Brasil justamente para discutir a possibilidade do desconto.

Vicinal: Na audiência, a deputada Professora Bebel também criticou o fechamento da vicinal que dá acesso aos bairros de Santana e Santa Olímpia, na SP-308, que liga Piracicaba e Charqueada. De acordo com a deputada, foi pavimentada uma vicinal que está fazendo com que os veículos, inclusive caminhões carregad0s, passem por dentro do bairro de Santana e na frente da escola que serve os dois bairros, gerando descontentamento e risco à população, uma vez que as ruas não comportam esse tráfego pesado. “Tomaram uma decisão atendendo a pedido do deputado Roberto Morais, sem ouvir os moradores, os maiores interessados, e a reclamação é geral, além de colocar em risco a população. Além disso, a pavimentação que foi feita já apresenta problemas e, portanto, há necessidade desta medida de fechamento da antiga vicinal ser revista”, cobrou.

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta