Porsche lança novo 911 GTS 2022 com 480 cv a partir de R$ 919.000

Porsche lança novo 911 GTS 2022 com 480 cv a partir de R$ 919.000

Nova geração da versão intermediária do esportivo acelera de 0 a 100 km/h em 3,1 segundos; câmbio manual é opcional

Não parece, mas já se passaram 12 anos desde que o primeiro Porsche 911 GTS surgiu para ocupar a lacuna entre o Carrera S e a versão semi-pista GT3 na linha do esportivo de Stuttgart. Agora a marca alemã apresenta o novo 911 GTS 2022 da geração 992, que chega mais potente e com visual ainda mais exclusivo nesta sua nova fase. A novidade terá 5 configurações: Carrera GTS, Carrera GTS Cabriolet, Carrera 4 GTS, Carrera 4 GTS Cabriolet e Targa 4 GTS.

Para começar, o novo 911 GTS vem equipado com o mesmo motor seis cilindros boxer 3.0 turbo do Carrera S, mas entrega aqui 480 cv e 58,07 kgfm de torque. Ou seja, o novo 911 GTS tem 30 cv e 4,07 kgfm a mais do que o Carrera S. Em comparação com o GTS da geração 991.2, o esportivo tem 23 cv adicionais segundo a Porsche. Com esse aumento de potência e torque, a marca garante que o novo GTS 2020 agora acelera de 0 a 96 km/h em 3,1 segundos, contra 3,6 segundos do modelo antigo.

Porém, esse baixo tempo na arrancada é conseguido quando o modelo vem com a transmissão PDK automatizada de dupla embreagem com 8 marchas, sendo oferecido também o bom (e empolgante) câmbio manual de 7 velocidades. Por falar nesse conjunto, a marca alemã diz que a altura da alavanca de câmbio foi encurtada em 10 milímetros, o que garante uma tocada mais esportiva durante as trocas de marchas.

Posicionado como um modelo com dirigibilidade mais afiada que um Carrera S mas sem perder sua famosa usabilidade (uma das famas do 911 por todo o mundo), o novo 911 GTS pode ter sua dinâmica ainda mais aprimorada ao receber o pacote Lightweight (leve em inglês) que, como o nome sugere, reduz o peso do esportivo em até 24,94 kg. Para chegar nessa dieta, ele recebe bancos com estrutura de fibra de carbono, vidro leve para as janelas laterais e uma bateria mais leve, sendo retirado ainda o banco traseiro.

Além disso, os freios são os mesmos da versão Turbo, enquanto o escapamento tem sistema menos restritivo para garantir a trilha sonora. Já a suspensão derivada do 911 Turbo soma molas auxiliares na parte traseira para maior rigidez, com o esportivo mantendo de série a suspensão ativa PASM, que reduz a altura do carro em 10 milímetros.

Como é padrão nos 911 GTS, o visual é levemente mais agressivo por conta da temática escurecida da versão. Todos contam com faróis e as bordas das luzes DRL escurecidos, idem para a lanterna e os badges Porsche e GTS pintados de preto na parte traseira. A versão Targa traz sua clássica “tiara” pintada de preto, mesmo tom usado também no spoiler retrátil e na grade do motor. Por fim, o logo GTS aparece também nas laterais na mesma cor.

No interior, o 911 GTS segue praticamente igual as demais versões do modelo. Mas ele se difere pelo revestimento interno em Alcantara (chamado pela marca de Race-Tex), que é aplicado no meio dos bancos, aro do volante, maçanetas, apoios de braço e na alavanca de câmbio. Os bancos têm o logo GTS bordado nos apoios de cabeça. Um pacote opcional para a cabine inclui painéis de fibra de carbono, além de costuras vermelhas ou brancas em contraste com a cor preta do revestimento interno.

No mais, a central multimídia agora é compatível também com Android Auto por cabo (antes tinha suporte para Apple CarPlay) e traz layout atualizado com ícones maiores, enquanto o comando de voz pode ser ativado ao falar “Ei, Porsche!”. O sistema ainda traz voz mais natural, deixando a interação menos robótica.

As primeiras unidades do 911 GTS e suas cinco variantes têm previsão de desembarcar nos Estados Unidos no começo de 2022. No Brasil, o modelo já pode ser encomendado, embora ainda não tenha uma data para ser entregue. Confira os preços:

911 Carrera GTS Coupe – R$ 919.000

911 Carrera GTS Cabriolet – R$ 969.000

911 Carrera 4 GTS Coupe – R$ 959.000

911 Carrera 4 GTS Cabriolet – R$ 1.009.000

911 Targa 4 GTS – R$ 1.009.000

Fonte: motor1.uol.com.br

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta