XV de Piracicaba vence em casa, mas está fora da Copa Paulista 2020

XV de Piracicaba vence em casa, mas está fora da Copa Paulista 2020

O XV de Piracicaba venceu o Marília por 1 a 0 (gol do atacante Fabinho no segundo tempo) na tarde desta quarta-feira, 16, no Estádio Municipal Barão da Serra Negra, em Piracicaba, mas como perdeu o jogo de ida das semifinais por 3 a 1 para o Marília, no último domingo, no Estádio Municipal Bento de Abreu Sampaio Vidal, em Marília, se despediu da Copa Paulista. O pensamento passa a ser no Paulistão A2 2021, previsto para começar no dia 28 de fevereiro.

O jogo:

Necessitando de dois gols para levar a decisão para os pênaltis e três para avançar ao término do tempo regulamentar, o Nhô Quim começou a partida atacando. Logo no minuto inicial, Fabinho, na linha de fundo, tocou para trás, para Jajá, que dominou e mandou para o gol. A bola bateu na defesa e sobrou para Jonathan, que concluiu de canhota. Igor Castro encaixou. Aos seis, após levantamento pela esquerda, Gustavo Nescau cabeceou e Vitor Prada defendeu.

Tito, aos sete, quase marcou um golaço. O camisa nove bateu com curva, de fora da área, e a bola passou raspando a trave. Os visitantes tentaram em cobrança de falta de longe, com Denis Leite. A bola foi por cima do gol. Explorando os contra-ataques, Felipe Cordeiro, arrancou pela direita, aos 17, invadiu a área e chutou, mas a finalização saiu mascada. Jonathan, aos 20, cobrou escanteio e Douglas Marques cabeceou, porém, a bola foi pela linha de fundo.

No minuto seguinte, Luan Gama soltou a bomba de fora da área e Vitor Prada espalmou. Tito, aos 42, tentou novamente em arremate rasteiro da entrada da área. O goleiro encaixou. Léo Couto também arriscou na sequência, a bola desviou na zaga e o arqueiro quinzista segurou. A etapa final começou da mesma forma que a anterior, com o Alvinegro Piracicabano atrás do gol. Guilherme Garré bateu escanteio e Renan Dutra cabeceou, para defesa de Igor Castro.

Orlando Júnior, aos 15, recebeu pela esquerda, levou para dentro e chutou de pé direito. A bola ficou com o goleiro. Outra chance do XV aconteceu em seguida. Tito, em boas condições, finalizou de direita, com força, e o arqueiro fez a defesa. Os donos da casa apareceram em dois escanteios seguidos a partir dos 30 minutos. Primeiro, Renan Dutra ganhou pelo alto, a bola quicou no gramado e Igor Castro deu um tapa. Depois Douglas Marques cabeceou para fora.

O gol saiu aos 35. Thiago Potiguar tocou para Fabinho, que finalizou forte, cruzado. A derradeira oportunidade dos comandados de Moisés Egert teve origem também em passe de potiguar. Tito foi quem recebeu, de frente para o gol, no entanto o arremate não saiu como desejado e a bola correu pela linha de fundo. Alguns atletas e membros da comissão técnica do Nhô Quim saíram contestando algumas decisões do trio de arbitragem e Egert recebeu o cartão vermelho.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta