Paulistão A2 será concluído em campo, mediante determinações das autoridades públicas de saúde

Paulistão A2 será concluído em campo, mediante determinações das autoridades públicas de saúde

Representantes da diretoria da Federação Paulista de Futebol e dos clubes do Paulistão A2 2020 decidiram na tarde desta quinta-feira, 16, após reunião feita por videoconferência, que o estadual será concluído em campo, conforme consta em seu regulamento. No entanto, não foi definida nenhuma data para a retomada, que somente será acordada em nova videoconferência a ser agendada, seguindo as determinações das autoridades públicas de saúde.

“Teremos que repensar o futebol daqui para a frente, pois ele será diferente. Todos precisarão enxugar seus custos. Com relação aos contratos dos atletas, devemos aguardar para tomarmos qualquer atitude, já que não sabemos quando os jogos voltarão a ser realizados. O que se sabe é que cada clube terá que seguir um protocolo preventivo de saúde, o que ainda será especificado pelos órgãos competentes”, disse o presidente do Nhô Quim, Arnaldo Bortoletto.

O XV de Piracicaba encontra-se na quinta colocação da competição, com 19 pontos ganhos. Os comandados de Tarcísio Pugliese marcaram 11 gols e sofreram nove. A última partida realizada pelo Nhô Quim foi diante do Taubaté, no estádio Joaquim de Morais Filho, em Taubaté, no dia 14 de março, quando os donos da casa venceram por 1 a 0. O próximo adversário do Alvinegro Piracicabano será o Votuporanguense, no Estádio Municipal Barão da Serra Negra.

Confira a nota da FPF na íntegra:

A Federação Paulista de Futebol e os Clubes do Campeonato Paulista Série A2 – 2020, em reunião virtual realizada nesta quinta-feira, 16 de abril de 2020, por unanimidade, chegaram ao seguinte entendimento sobre a situação atual provocada pelo COVID-19:
– Respeitando os milhões de torcedores, os parceiros comerciais dos clubes e da competição e ao Grupo Globo, detentor dos direitos de transmissão, o Campeonato Paulista Série A2 – 2020 será concluído em campo, conforme estabelece o regulamento da competição;
– Devido ao cenário de Pandemia, não foi definida nenhuma data para a retomada, que somente será acordada em nova videoconferência a ser agendada, seguindo as determinações das autoridades públicas de saúde;
– Os jogos poderão ser realizados inicialmente com portões fechados, evitando qualquer risco de aglomerações;
– O Campeonato cumprirá a Lei Pelé, o Estatuto do Torcedor e a Legislação geral vigente, bem como, o estatuto da Federação Paulista de Futebol e os regulamentos geral e específico da competição;
– A pedido dos clubes, para a conclusão do Campeonato, os Departamentos de Competições, Registro e Jurídico da FPF estudarão a possibilidade de inscrição de atletas de base que não se enquadrem nos critérios da Lista B já previstos;
– A Comissão Médica da FPF está trabalhando no desenvolvimento de um protocolo de segurança, que proteja a saúde e integridade de todos os envolvidos nos jogos.
A FPF e os clubes do Campeonato Paulista – Série A2 entendem que as dificuldades de organização de datas e a possibilidade de realização de jogos com portões fechados geram consequências comerciais e técnicas negativas para todos. No entanto, prevaleceu a convicção de todos de que a priorização da saúde e da segurança dos milhares de profissionais envolvidos no futebol se faz necessária nesse momento, e é o princípio que guiará todas as nossas decisões.

Participantes da Videoconferência:

Reinaldo Carneiro Bastos – Presidente FPF;
Fernando Enes Solleiro – Vice-Presidente FPF;
Mauro Silva – Vice-Presidente FPF;
Luis Antonio Martinez Vidal – Vice-Presidente FPF;
Gustavo Delbin – Vice-Presidente de Registro, Transferências e Licenciamentos FPF;
Mislaine Scarelli – Vice-Presidente de Gestão Corporativa FPF;
Emerson Piovesan – Vice-Presidente de Finanças FPF;
Moisés Cohen – Presidente do Comitê Médico FPF;
Fernando Mello – Vice-Presidente de Comunicação e Marketing FPF;
Bernardo Itri – Diretor de Comunicação FPF;
Cristina Abreu – Diretora de Competições FPF;
Ana Paula Oliveira – Presidente da Comissão Estatual de Arbitragem FPF;
Ednilson Corona – Membro da Comissão Estadual de Arbitragem FPF;
Aline Pellegrino – Diretora de Futebol Feminino FPF;
Renato Almeida – Diretor de Integração com Altetas;
André Sica – Membro Comissão de Assuntos Jurídicos;
Alexandre Pássaro Filho – Membro Comissão de Assuntos Jurídicos;
Cristiano Caús – Membro Comissão de Assuntos Jurídicos;
Antonio Carlos de Abreu Ribeiro – Presidente da AA Portuguesa Santista;
Paulo Pelaipe – Executivo de Futebol do AD São Caetano;
Antonio Carlos Castanheira – Presidente da Associação Portuguesa de Desportos;
Marcelo Fávero C Oliveira – Presidente do Atlético Monte Azul;
Antonio Ruiz Gonzalez – Presidente do CA Juventus;
Nilso Moreira – Presidente em Exercício do CA Penapolense;
Marcello Arenas Stringari – Presidente do CA Votuporanguense;
Márcio Rogério Dias – Presidente do EC São Bento;
Gilson D.R. Agostinho – Presidente do EC Taubaté;
Arnaldo A Bortoletto – Presidente do EC XV de Piracicaba;
Gustavo Teixeira – Diretor Executivo do Grêmio Osasco Audax;
Thiago Roberto Scuro – Presidente do Red Bull Fut E Entretenimento Ltda;
Dayvid Moreira Medeiros – Presidente do Rio Claro FC;
Antônio Moreno Neto – Presidente do São Bernardo FC;
Antônio A do Savegnago – Presidente do Sertãozinho FC;
Alexandre M. Barbosa – Presidente do SC Atibaia.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta