Torrinha está entre as cidades que mais testam para COVID-19 no mundo

Torrinha está entre as cidades que mais testam para COVID-19 no mundo

O município de Torrinha está entre as cidades que mais faz testes para COVID-19 no mundo em média por mil habitantes. De acordo com um gráfico elaborado pela Prefeitura com base nas informações coletadas e divulgado nesta sexta-feira (10).

Os dados apresentados foram extraídos de um gráfico divulgado pelo site UOL que mostra uma pesquisa feita pela Universidade de Oxford (Our Wold in Dara) que possui a porcentagem de testes realizados em diversos países como Argentina, Eslováquia, Reino Unido, Chile, Estados Unidos, Brasil, entre outros.

O município tem atualmente aproximadamente 10 mil habitantes e realizou mais de 818 testes na população, entre testes de laboratório e testes rápidos, ficando entre as cidades que mais testam no mundo. Até o momento foram registrados na cidade 93 casos e já são 65 recuperados e 3 óbitos por covid-19.

Os números do gráfico mostram a média de Torrinha maior que países que serviram de exemplo no combate à pandemia e até mesmo maior que o Brasil, que ocupa a 50ª posição no ranking mundial.

“Enquanto não houver uma vacina, o que garantirá o diagnóstico para o tratamento precoce é a testagem na população, seguindo também todas as recomendações que são o distanciamento social, o uso de máscaras faciais, o isolamento das pessoas que testaram positivo ou tiveram contato, enfim, são as únicas estratégias para o combate eficaz e o controle do vírus em nosso município e em todo o mundo. Desde o início da pandemia buscamos cuidar da nossa população fazendo aquilo que estava ao nosso alcance e até mesmo aquilo que não estava, para proteger as pessoas da nossa cidade, pessoas que amamos, esse é o nosso dever como representantes do povo.
Somente com a união e compreensão de todos iremos vencer essa batalha!”. Disse o Prefeito Ronaldo Gasparelo

Link da matéria/gráfico:

http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2020/07/03/mesmo-com-testes-rapidos-brasil-testa-menos-que-paises-menos-afetados.htm

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta