Hot Club apresenta canções de Django Reinhardt e Noel Rosa no Teatro do Engenho

Hot Club apresenta canções de Django Reinhardt e Noel Rosa no Teatro do Engenho

Compositores homenageados fariam 111 anos em 2021; apresentação do dia 28 é a primeira do grupo desde o início da pandemia


O Hot Club de Piracicaba (HCP) volta aos palcos no próximo domingo, 28/11, às 17h, no Teatro Erotides de Campos (Teatro do Engenho), em Piracicaba (SP). O show, intitulado “Django e Noel 111”, traz canções do violinista belga Django Reinhardt e do compositor brasileiro Noel Rosa. Para informações sobre valores e para adquirir os ingressos, acesse o site megabilheteria.com ou vá à bilheteria do teatro (de terça a sexta-feira, das 14h às 17h).

A apresentação, a primeira do HCP desde o início da pandemia, reunirá a formação completa do grupo: André Grella (piano), Eli Silva (trompete), Eloy Porto Neto (trombone e vocal), Frank Edson (tuba), José Fernando (violão e vocal) e Wagner Silva (bateria e percussão).

Vários convidados também sobem ao palco, como os cantores e músicos piracicabanos Estela Manfrinato, Lu Garcia, Pa Moreno, Sandra Rodrigues, Saulo Ligo, Marcio Sartório, Otiniel Aleixo, Ricardo Diniz e Marcos Moraes, além de Carol Madeira e Iuna Tuane Sanches, que virão, respectivamente, de Belo Horizonte (MG) e  Araraquara (SP).

Participam, ainda, o violonista Bina Coquet e o violinista romeno Florian Cristea, acompanhados de Nando Vicêncio no baixo. Os músicos são considerados expoentes do jazz manouche brasileiro e se apresentaram em vários festivais internacionais do estilo.

A renda líquida do show será destinada ao Núcleo Promocional Robert Koch (Nupron). A produção é da Empório Produções.

Django e Noel

Muito importantes na história da música, Django Reinhardt e Noel Rosa nasceram em 1910. Em 2021, celebram-se 111 anos do nascimento de ambos, que eram violonistas e compositores.

Django é considerado o patrono do gypsy jazz, estilo que surgiu da fusão entre a música cigana e o jazz americano. Nasceu na Bélgica, viveu na França e, com o seu “Quinteto do Hot Club da França”, gravou inúmeros álbuns, apresentou-se em vários países europeus e nos EUA e tornou-se um dos maiores músicos de jazz de todos os tempos. Dentre suas inúmeras composições, “Nuages” e “Minor Swing” tornaram-se verdadeiros clássicos do jazz manouche.

Já Noel, nascido do Rio de Janeiro, foi um dos nomes mais importantes na história da Música Popular Brasileira apesar de ter falecido muito jovem, aos 26 anos. São de sua autoria as canções “Três Apitos”, “Com que roupa”, “Conversa de Botequim”, “Feitio de Oração”, “Último desejo” e “Palpite Infeliz”.

Hot Club

O HCP foi fundado em 2008 por José Fernando Seifarth, Cidão Lima e Marcos Monaco, os dois últimos, integrantes da prestigiada e longeva banda paulistana Traditional Jazz Band Brasil. O intuito era reunir amigos para tocar jazz.

Inicialmente, a banda dedicava-se mais ao jazz tradicional e manouche, mas, durante sua trajetória, passou a abordar também os ritmos brasileiros. A partir da pesquisa da obra dos dois compositores, a qual o grupo muito admira, surgiu a ideia de gravar um álbum com sambas e marchas de Noel Rosa, além de clássicos do Jazz de Django Reinhardt.

SERVIÇO

Show “Django e Noel 111”, com o Hot Club de Piracicaba e convidados.

Data: Domingo, 28/11, às 17h.

Local: Teatro Erotides de Campos, em Piracicaba. Capacidade de 406 lugares.

Ingressos: Pela internet (https://megabilheteria.com/evento?id=20211106155546) ou na bilheteria do teatro (de terça a sexta-feira, das 14h às 17h).

Conforme Decreto Municipal nº 18.924 de 29/10/21 será exigido comprovante de vacinação completa (dose única, ou duas doses) contra Covid-19 de todos os adultos e uso de máscaras de proteção.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta