Férias de dezembro: Museu do Futebol e Museu da Língua Portuguesa têm mostras temporárias e atividades para toda a família

Férias de dezembro: Museu do Futebol e Museu da Língua Portuguesa têm mostras temporárias e atividades para toda a família

Os dois museus ficam abertos de terça a domingo, de 9h a 18h; Museu do Futebol tem entrada gratuita às terças, já o Museu da Língua é grátis aos sábados

As férias de fim de ano são um ótimo momento para passear por São Paulo. Aproveite e programe-se para conhecer dois museus interativos e ideais para visitas com a família: o Museu do Futebol e o Museu da Língua Portuguesa, instituições da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo.

Construído embaixo das arquibancadas do estádio do Pacaembu – inclusive com salas instaladas nos antigos vestiários –, o Museu do Futebol conta a história do futebol brasileiro de forma divertida e interativa. São 15 salas ao longo do espaço expositivo que trazem informações e curiosidades para todos os gostos sobre o esporte mais popular do planeta. Para os visitantes que gostam de história, o museu conta a chegada do futebol ao Brasil no século XIX, como foram as primeiras partidas e regras, como eram as bolas e chuteiras daquela época e quais foram as primeiras equipes do país. Já para os fãs de cultura brasileira, a instituição retrata o processo que fez do esporte bretão parte essencial da noção de uma identidade nacional. Para os apaixonados por bola, não faltam gols, dribles, craques e jogos históricos para admirar.

E para quem quiser dar seus próprios dribles, tem a sala Jogo de Corpo, com campinhos projetados no chão, e a Chute a Gol, onde um equipamento mede a velocidade do chute dos visitantes, que testam sua pontaria contra um goleiro eletrônico. Entre os interativos também há a sala Visão a Contracampo, em que os visitantes podem treinar defesas debaixo de uma trave de tamanho oficial, e cabines onde podem fazer suas próprias narrações de defesas históricas. Essas atrações fazem parte da exposição temporária “Tempo de Reação – 100 anos do goleiro Barbosa”, que homenageia goleiros e goleiras a partir da figura de Moacyr Barbosa (1921-2000) e fica em cartaz até o dia 30 de janeiro.

O Museu do Futebol está aberto de terça a domingo, de 9h a 18h (entrada até 17h). Na primeira terça-feira de cada mês fica aberto até mais tarde, 21h, com entrada até 19h30 – e às terças a entrada é grátis para todos. Os ingressos podem ser comprados antecipadamente pelo site ou diretamente na bilheteria.

Museu da Língua Portuguesa também é uma excelente opção de passeio. Aberto de terça a domingo, das 9h às 16h30 (com permanência até as 18h), permite que o visitante explore as experiências da exposição principal, localizada no segundo e terceiro andares, e da mostra temporária “Sonhei em português!”, em cartaz no primeiro andar da instituição.

Na exposição principal, alguns destaques são a Praça da Língua, uma espécie de planetário das letras, no qual textos da literatura da língua portuguesa são projetados no teto com vozes de artistas como Maria Bethânia, Matheus Nachtergaele e Tom Zé, e o Falares, nova instalação que revela a diversidade do português falado no Brasil. Outra novidade do novo Museu da Língua Portuguesa é o Nós da Língua, que, por meio de telas interativas, mostra a cultura dos países e regiões que falam português pelo mundo – são cerca de 261 milhões de falantes do idioma espalhados pelos cinco continentes. Para a criançada, outras dicas são o Palavras Cruzadas, uma maneira de descobrir a origem de palavras faladas em nosso cotidiano, e o Beco das Palavras, jogo interativo de formação de palavras.

Já na mostra temporária, com curadoria de Isa Grinspum Ferraz, vale prestar atenção nos depoimentos de migrantes que vieram para o Brasil e também de brasileiros que foram tentar a sorte em outros países. Tais testemunhos revelam que as experiências desses indivíduos são muito parecidas. “Sonhei em português!” é sobre as migrações do século XXI e mostra como a língua é importante neste processo de sair de um lugar e se fixar e se adaptar em outro.

Aos fins de semana – a entrada no museu é gratuita aos sábados -, o Núcleo Educativo realiza visitas guiadas ao prédio da Luz e às exposições do Museu.

SERVIÇO

Museu do Futebol
Estádio do Pacaembu – Praça Charles Miller, s/n, São Paulo
De terça a domingo, das 9h às 18h (entrada até 17h)
Toda primeira terça do mês, das 9h às 21h (entrada até 19h30)
Ingressos na bilheteria ou pela internet: www.museudofutebol.org.br
Ingressos: R$ 20,00 Inteira | R$ 10,00 Meia
Crianças até 7 anos não pagam
Grátis às terças-feiras

Museu da Língua Portuguesa 
  
Praça da Luz s/n – Luz – São Paulo   
De terça a domingo, das 9h às 16h30 (permanência até 18h)
Ingressos na bilheteria ou pela internet: www.museudalinguaportuguesa.org.br
Ingressos: R$ 20,00 Inteira | R$ 10,00 Meia
Crianças até 7 anos não pagam 
Grátis aos sábados 

PATROCÍNIO E APOIO

A Temporada 2021 do Museu do Futebol tem o patrocínio do Aché Laboratórios Farmacêuticos, que também patrocina o programa “Museu Amigo do Idoso”. Tem como apoiadores: SporTV/Globo, EMS Farmacêutica, TIVIT, Evonik Brasil e Pinheiro Neto Advogados. A Rádio CBN, UOL, Revista Piauí, Gazeta Esportiva e Guia da Semana são seus parceiros de mídia. O IDBrasil Cultura, Educação e Esporte é a organização social responsável pela sua gestão. A Temporada é realizada pelo Ministério do Turismo, por meio da Lei de Incentivo à Cultura.

A exposição temporária “Tempo de Reação – 100 anos do goleiro Barbosa”, em cartaz até 30 de janeiro de 2022, conta com patrocínio do SporTV, e com apoio da EMS Farmacêutica por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. Tem como parceiros a Poker Esportes e o UOL Esporte Clube e consultoria de conteúdo do Observatório da Discriminação Racial no Futebol, Coletivo Pretaria e Malik Esporte e Cultura.

A reconstrução do Museu da Língua Portuguesa é uma realização do Governo Federal, por meio do Ministério do Turismo, e do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, concebida e realizada em parceria com a Fundação Roberto Marinho. A EDP é patrocinadora máster e os patrocinadores são Grupo Globo, Itaú Unibanco e Sabesp – todos por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. O apoio é da Fundação Calouste Gulbenkian.    

A Temporada 2021 do Museu conta com patrocínio do Grupo Volvo e do Itaú Unibanco, apoio da Booking.com e do Grupo Ultra e das empresas parceiras Cabot, escritório Mattos Filho, Faber-Castell, Verde Asset Management e Bain&Company. Rádio CBN, Revista Piauí e Guia da Semana são seus parceiros de mídia. O IDBrasil Cultura, Educação e Esporte é a Organização Social responsável pela sua gestão. A Temporada é realizada pelo Ministério do Turismo, por meio da Lei de Incentivo à Cultura.  

A exposição temporária “Sonhei em português!” conta com patrocínio do Grupo Volvo e apoio do escritório Mattos Filho, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta