Aberta para visitação as três unidades do Museu da Energia no Estado de São Paulo

Aberta para visitação as três unidades do Museu da Energia no Estado de São Paulo

São Paulo, Salesópolis e Itu têm nova programação, com dias e horários específicos que devem ser agendados no site da Fundação Energia e Saneamento

As unidades do Museu da Energia presentes em São Paulo, Itu e Salesópolis, reabriram para visitação presencial. Cada um dos pólos traz novidades na programação, com dias e horários específicos que devem ser agendados previamente pelo público por meio do site da Fundação Energia e Saneamento. Os passeios seguem as normas da Organização Mundial da Saúde (OMS) e de órgãos brasileiros de saúde pública. Para entrar nas unidades o uso de máscara é obrigatório, assim como manter o distanciamento de 1,5 metros de outras pessoas. Devido ao número de pessoas, as unidades ainda não está recebendo turmas escolares.

A reabertura do Museu da Energia de São Paulo conta com o lançamento da mostra “São Paulo pelas Lentes de Guilherme Gaensly”, que traz as fotos icônicas do Acervo Fundação, o mais relevante em fotografia, com negativos em vidros e uma variedade de imagens da época. Contratado pela Light, Gaensly registrou as obras e instalações dos bondes elétricos e as transformações da cidade. No andar térreo da unidade, fica exposta uma relíquia do Teatro Municipal de São Paulo, o primeiro teatro eletrificado do município. Duas salas da unidade museológica trazem uma comparação do passado e do presente dentro das residências, por meio de um acervo de eletrodomésticos – luminárias, ferros de passar roupa, fogões e máquinas de lavar, que mostram a modernização da da vida cotidiana da cidade.

“É um ponto que chama muita atenção de um público bem específico. As pessoas, principalmente com mais de 40 anos, passam bastante tempo nessas salas, porque tem essa comparação do antigo com o mais novo. Então eles sempre ficam um tempo considerável ali, observando e tirando fotos”, comenta Suelen Barcelos, educadora do Museu da Energia de São Paulo.

Após mais de um ano fechado, o Museu da Energia de Itu reabre com a inauguração da mostra “Água Virtual”, conceito que refere-se à quantidade de água embutida na produção de insumos, como alimentos, roupas e equipamentos. Por meio de uma linguagem simples, o público é estimulado a repensar sua relação de consumo e uso consciente dos recursos naturais, especialmente, a água.

“Durante os últimos meses, o Museu esteve próximo do seu público em geral através de ações e conteúdos nas redes sociais. Porém, para o Museu estar vivo as pessoas precisam estar lá, pois os visitantes dão vida ao patrimônio. A reabertura vai proporcionar o reencontro (ainda tímido) com o nosso público e será uma opção de lazer para as pessoas que estão retomando a realização de atividades culturais”, explica Ana Sbrissa, coordenadora do Museu da Energia de Itu.

Os agendamentos para o Museu da Energia de São Paulo e Museu da Energia de Itu estão disponíveis para grupos de até 5 pessoas, às 10h, 14h e 15h30, de quarta-feira à sábados. 

Já o Museu da Energia de Salesópolis, instalado em um parque formado por trechos remanescentes da Mata Atlântica, reabrirá para realização do roteiro “Trilhas do Museu”, em que serão oferecidas duas opções de passeio: a trilha da Fenda e a da Figueira. O agendamento para visitas  estará disponível para às quartas, quintas, sextas e sábados, às 10h ou 14h, com grupos de até 10 pessoas. 

“A unidade estava fechada desde fevereiro e percebemos que o público visitante tem procurado áreas abertas que proporcionam um maior contato com a natureza. Para nós, é importante trabalhar essa temática”, conta a coordenadora da unidade, Simone Villegas.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta