INTELIGENCIA PROFISSIONAL!

Não perca o bonde!

 

Antônio de Carvalho

Antônio de Carvalho

Os avanços tecnológicos tornam o mundo cada vez mais dinâmico, e isso aumenta muito o risco de se ficar ultrapassado, tanto na vida pessoal como na profissional. As empresas, os profissionais e até os cônjuges que não se mantiverem atentos às novas ideias e tendências podem “perder o bonde”.

Há profissional que vive mal no trabalho porque não está disposto a acompanhar as mudanças que o mercado exige. Quem não quiser fracassar no papel de gestor, de colaborador, de cônjuge ou de pai deve observar com cuidado o que precisa ser feito de forma diferente. A inovação com critério é um diferencial para o sucesso pessoal e profissional.

Gosto de enfatizar que quem se recusa a mudar é chamado de “gabrielão”, em alusão à modinha “Gabriela” de Dorival Caymmi, que diz: “… Eu nasci assim, eu cresci assim; e sou mesmo assim, vou ser sempre assim …” Leitor, espero que não pense assim.

Não faltam profissionais que vivem mudando de empregos; patrões que estão sempre mudando de colaboradores e pessoas que estão sempre trocando de parceiros; mas, não percebem que quem tem de mudar são eles. Por isso, se perceber que algo na sua vida não vai bem, reflita a respeito; pois, uma mudança acertada de atitude pode resolver o problema.

No trabalho, a necessidade de aprimoramento de ideias e comportamentos vale para os dois lados; já que há profissionais que preferem trocar de serviço a mudar de postura; enquanto alguns gestores acham mais fácil procurar colaboradores que se submetam à sua forma de administrar do que evoluir na forma de gerir.

Na verdade, a inovação é necessária e nem sempre é difícil ou cara; portanto, quem não quer “perder o bonde da vida”, precisa acreditar que o sucesso exige mudanças. A prova disso é que os “gabrielões”, que riscam as palavras inovar e mudar de seus dicionários, acabam perdendo os seus empregos, os seus melhores colaboradores ou os seus relacionamentos.

Desmistificando a mentalidade de que inovar é caro, veja que para melhorar a maneira de tratar as pessoas não é preciso gasto algum, e uma mudança simples dessa é capaz de aumentar a empregabilidade de um atendente que tem dificuldade para tratar bem o cliente; podendo ainda melhorar o relacionamento entre pais e filhos, além de evitar divórcios.

Há gestor que não consegue reduzir a rotatividade no seu quadro de colaboradores e nem evitar as constantes ações trabalhistas movidas por seus ex-funcionários; todavia essa situação poderia ser amenizada se ele não tratasse mal os seus colaboradores, inclusive, na presença dos clientes. Não adianta inovar nos produtos e nas instalações e continuar tratando mal as pessoas, sejam elas, clientes, colaboradores ou fornecedores.

A melhor estratégia para o sucesso pessoal e profissional é estar aberto para as mudanças necessárias, uma vez que o que deu certo ontem pode já não dar hoje ou amanhã; portanto, é um erro achar que se o negócio está indo bem, não deve mudar nada.

Para não pôr o negócio ou a carreira a perder, o profissional tem de ser humilde para saber que sempre precisa melhorar, tem de perder o medo de inovar, sendo receptivo a novas formas de encarar a sua atividade. Enfim, é preciso ter sensibilidade para entender o que pode ser melhorado e ter coragem para proceder tais alterações.

Leitor, é inovando acertadamente a forma de ser que uma pessoa se transforma em um novo pai ou uma nova mãe, em um novo parceiro ou parceira, em um novo chefe ou um novo colaborador; logo, inove sempre e não perca o bonde da carreira ou da vida!

Boa semana!

Antônio de Carvalho – Consultor e palestrante sobre motivação, atendimento ao cliente e qualidade de vida no ambiente de trabalho.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Cancelar resposta